Nascimento do compositor, Giuseppe Verdi

10 Outubro 1813

Giuseppe Verdi (1813-1901) foi músico italiano. Autor das óperas, “Otello”, “La Traviata”, “Rigoletto”, “Il Travatore”, “Aída”, entre outras. Foi o maior músico italiano do século XIX.

Giuseppe Verdi nasceu em Roncolle, hoje Roncole Verdi, ducado de Parma, próximo de Busseto, Itália, no dia 10 de outubro de 1813.

Quando nasceu, Roncole estava ocupada pelos franceses e Giuseppe Fortunino Francesco foi obrigatoriamente registado como Joseph Fortunin François.

De família humilde, Verdi estudou música graças ao seu benfeitor Antonio Barezzi. Em 1831, Ferdinando Povesi, regente da orquestra de Roncole, o enviou para estudar em Milão.

Porém, Verdi não foi aceite pelo Conservatório de Milão e passou três anos estudando com um músico do Scala. Na volta, obteve o cargo de diretor musical da sua cidade.

Nessa época, casa-se com Margherita, filha do seu primeiro protector. Juntos tiveram dois filhos.

Em 1939, estreou no Scala de Milão com a ópera, Oberto, Conde de San Bonifácio, conseguindo imediata aceitação da parte do público.

A apresentação da ópera foi seguida da morte da sua filha Virgínia, do seu filho Icílio e de sua esposa Margherita.

Desesperado, o compositor jurou que jamais faria outra ópera. Em 1842, no entanto, Nabuco obteve extraordinário sucesso em Milão, em parte pela sua descrição do cativeiro judeu na Babilônia.

A celebridade de Verdi consolidou-se com uma série de óperas de temas literários e históricos: Ernani (1844), Joana d’Arc e Macbeth (1947).

Depois de uma estada em Paris, Verdi estabeleceu-se perto de Busseto com a soprano Giuseppina Strepponi, com quem manteve uma feliz e duradoura união, oficializada em 1859.

Giuseppe Verdi, também influenciado por sua mulher, compôs temas shakespearianos como as óperas “Otello” (1887) e “Falstaff” (1893), suas duas últimas óperas, que representaram o auge da integração entre os elementos musicais e dramáticos.

Verdi escreveu também um Requiem e muitas composições para piano e orquestra. Nos seus últimos anos Verdi dedicou-se à composição de peças religiosas.

Em 1895, Giuseppe Verde recebeu do rei da Itália o título de Marquês de Busseto.

Giuseppe Verdi faleceu em Milão, Itália, no dia 27 de Janeiro de 1901 cercado de respeito de toda a Itália.