Nasce o compositor brasileiro, Dori Caymmi

26 Agosto 1943

Dorival Caymmi (1914-2008) foi um cantor e compositor brasileiro que cantava os costumes e tradições da Bahia. Entre suas canções de sucesso estão “Samba da Minha Terra”, “Marina”, “Samba da Bahia”, “O Dengo Que a Nega Tem” e “Saudade de Itapoã”.

Infância e Juventude em Salvador

Dorival Caymmi no Veleiro Laffite, do amigo Carlos Guinle, década de 50. Foto: Arquivo Ag. A Tarde

Dorival Caymmi nasceu em Salvador, Bahia, no dia 30 de abril de 1914. Era filho do funcionário público, Durval Henrique Caymmi, descendente de italianos, e de Aurelina Soares Caymmi, descendente de portugueses e africanos. O seu pai tocava piano, violão e bandolim. Desde menino, Dorival cantava no coro da igreja.

Nessa época aprendeu a tocar violão sozinho, desenvolvendo um estilo pessoal, compôs a sua primeira canção, a toada – “No Sertão” (1930). Mais tarde, venceu um concurso de músicas carnavalescas com “A Bahia Também dá”.

Em 1938, Caymmi deixa as praias, o sol e o sossego da Bahia e vai para o Rio de Janeiro tentar a sorte. Tinha facilidade para o desenho e a experiência no jornal, esperava encontrar trabalho na imprensa. O parente José Pitanga o apresentou ao desenhista Edgar de Almeida, da revista O Cruzeiro e Caymmi consegue um modesto trabalho.

Levado por Assis Valente e Lamartine Babo se apresenta na Rádio Nacional cantando “Noite de Temporal”, acompanhado do toque do berimbau. Em seguida, foi apresentado ao diretor da Rádio Tupi que o contratou. No dia 24 de junho de 1938, Caymmi estreou cantando o samba “O Que é Que a Baiana Tem?”.

Dois meses depois, passava para a Rádio Transmissora e mais tarde foi levado por Almirante para a Rádio Nacional. Ao mesmo tempo, Caymmi começava a frequentar a roda dos músicos e de artistas plásticos.