Nasce o militar e politico israelita , Moshe Dayan

20 Maio 1915

Moshe Dayan (Degania Alef, 20 de Maio de 1915 — Telavive, 16 de Outubro de 1981), foi um militar e politico israelita, responsável pelas mais importantes vitórias de Israel nas guerras contra os seus vizinhos árabes, Dayan foi também um dos principais arquitectos dos acordos de paz de Camp David, os primeiros que se firmaram entre o governo de Israel e um país árabe (o Egipto). Com 14 anos iniciou a carreira militar. Durante um combate junto aos ingleses na Síria contra os franceses de Vichy, em 1941, perdeu o olho esquerdo, atingido por uma bala inimiga no seu binóculo que arruinou o seu globo ocular, impossibilitando-o inclusive de implantar um olho de vidro posteriormente.

99951a4c90f10379c1c318ad0191297b

Passou a usar um tapa-olho que o tornou inconfundível. Ele odiava o tapa-olho. Segundo escreveu nas suas memórias, a atenção que o objecto provocava lhe era intolerável. Além disso, o acidente ocasionava lhe dores de cabeça intermitentes.

Em 1948, na luta pela independência, comandou a região militar de Jerusalém. Na chefia das forças armadas desde 1953 por cinco anos, planeou e liderou a invasão da peninsula do Sinai, em 1956, o que lhe valeu a reputação de grande comandante militar. Dayan foi eleito para o Knesset (Parlamento) em 1959 e designado Ministro da Agricultura no governo de David Bem – Gurion.

moshe dayan

Em Junho de 1967, como Ministro da Defesa, comandou a vitoriosa guerra dos 6 dias e passou a exercer crescente influência na política externa. Seu prestígio declinou em Outubro de 1973, quando o Egipto e a Síria atacaram Israel de surpresa e desencadearam a guerra de Yom Kippur.

6a00d8341bfb1653ef01a3fd0b778a970b

Em 1978, Ministro das Relações Exteriores do governo, tornou-se um dos arquitectos dos acordos de Camp David, assinados no ano seguinte por Egipto e Israel. Faleceu devido a insuficiência cardíaca, no Hospital Tel Hashomer de Telavive, onde estava internado para tratamento de cancro do estômago.

Dayan também foi arqueólogo amador e escritor. Entre as obras publicados está “Guerra do Sinai”.