Nascia o politico e Santo Católico, Thomas More

7 Fevereiro 1478

Thomas More (1478-1535) foi um político, humanista e diplomata inglês, membro do parlamento e chanceler no reinado de Henrique VIII. Autor da obra “Utopia”, onde defende uma sociedade ideal, regida pela lei e pela religião, e critica os males políticos e económicos do seu tempo.

Thomas More nasceu em Londres, Inglaterra, no dia 7 de fevereiro de 1478. Filho do juiz John More, cavaleiro de Eduardo IV, e de Agnes Graugner. Foi educado para ser padre e com 13 anos foi enviado para Canterbury, onde estudou com o cardeal Morris. Passou quatro anos num mosteiro, mas concluiu que não tinha vocação para o sacerdócio. Permaneceu profundamente religioso durante toda a sua vida.

23-06-2015---Ser-devoto-de-São-Thomas-More-Redes-Sociais__1_

Decidido a seguir os passos do pai, formou-se em Direito na Universidade de Oxford. Em 1504, tornou-se membro do Parlamento. Nesse mesmo ano, casou-se com Jane Colt, com quem teve quatro filhos. Viúvo em 1511 casou-se com Alice Middleton. Os debates parlamentares valeram lhe títulos honoríficos das universidades de Oxford e Cambridge.

Apesar dos seus deveres públicos, More foi um escritor influente. Em 1516, publicou a que se tornaria sua obra mais importante “Utopia” – uma descrição de uma sociedade ideal, regida pela lei e pela religião, contrastando com a realidade repleta de conflitos da política da época. Em 1518, escreveu “A História de Ricardo III”, considerada a primeira obra-prima da historiografia inglesa.

Quinten_Massijs_(I)_-_Portrait_of_Pieter_Gillis_-_WGA14290

Em 1527, desencadeou-se um conflito que custaria a vida de Thomas More. Henrique VIII, casado com Catarina de Aragão, que só lhe dera uma filha, e temeroso de morrer sem deixar descendente masculino, quis casar com outra mulher. Por isso resolveu por fim, com divórcio, ao casamento que a sua religião considerava indissolúvel.

More, que em 1529, sucedera o Lord Chanceler do reino, renunciou em 1532, quando compreendeu que se aproximava a crise definitiva. Negou a assumir a coroação da nova rainha, Ana Bolena, o que constituiu um agravo ao monarca. Em 1534 recusou-se também a reconhecer o rei como chefe supremo da Igreja da Inglaterra, que se havia separado de Roma.

Acusado de alta traição foi preso na Torre de Londres, julgado e condenado à morte, por decapitação.

Thomas More faleceu em Londres, Inglaterra, no dia 6 de julho de 1535. Beatificado em 1886 por Leão XIII, foi canonizado em 1935 por Pio X.

Sir_Thomas_More,_his_father,_his_household_and_his_descendants_by_Hans_Holbein_the_Younger