Nascia o actor , Burt Lancaster

2 Novembro 1913

Viveu a sua infância no Spanish Harlem, um bairro pobre da cidade de Nova Iorque e os seus pais eram descendentes de protestantes Irlandeses.

Na juventude foi um craque no Basquetebol e tinha um físico musculado e 1,85 m de altura. Começou no picadeiro como acrobata e durante dez anos apresentou se em feiras, circos e em shows de variedades.

Burt_Lancaster_-_publicity_1947

Começou no cinema em 1946, trabalhando com o director Robert Siodmak, com quem faria ao todo três filmes. Actuando em filmes de acção, Thrillers Westerns, movendo-se gradualmente para papéis mais exigentes e sérios e para o cinema europeu, à medida que ia ganhando prestígio. Participou em dezenas de filmes dos anos 40 aos anos 80 e o seu talento foi reconhecido quando ganhou o Óscar de melhor actor em 1960 pela interpretação de um caixeiro-viajante e ex-estudante de Teologia no filme Entre Deus e o Pecado.

Foi nos anos 1950 que alcançaria a maior popularidade, tendo sua primeira indicação ao Óscar de melhor actor, de 1953, pela actuação no filme “A um passo da Eternidade”. Receberia mais três indicações: em 1960 pelo  Entre Deus e o Pecado; em 1962 por O Homem de Alcatraz e em 1980 por Atlantic City. Além das interpretações dramáticas, Lancaster brilhou em filmes nos quais podia exibir a sua excelente forma atlética, como no drama Trapézio(1956).

burt deborah from here to eternity

Além da reputação de um actor sempre eficiente, Lancaster foi também um empresário ambicioso e bem sucedido e realizou várias produções independentes com sucesso. O filme Marty, vencedor do Óscar de 1955, foi produzido pela companhia de Harold Hecht e Burt Lancaster; foi produzido com um pequeno orçamento, pois precisavam de um filme que “perdesse dinheiro”, devido aos impostos. Mediante, porém, o sucesso de crítica, investiram mais na promoção e na publicidade, e o filme foi um sucesso nos Oscares e em Cannes.

Em 1962 ganhou o prémio de melhor actor no Festival de Veneza pela sua actuação em O Homem de Alcatraz.

burtlancaster

Além de actor e produtor, Burt Lancaster era também um empenhado activista liberal, falando várias vezes em nome das minorias. Em 1963 participou de uma marcha organizada por Martin Luther King e foi sempre um defensor das causas indígenas.

Também dirigiu dois filmes: The Kentuckian em 1955 e The Midnight Man em 1974.

Protagonizou uma das cenas mais lembradas do cinema até hoje: o ardente beijo no mar com a atriz Deborah Kerr em A um passo da Eternidade, um dos seus maiores sucessos no cinema.

YMP2_016

Construiu assim uma carreira sólida e é reconhecido como um dos maiores actores da sua geração.

Acredita-se  que Burt Lancaster fosse bisexual, e teria tido relações com outros actores famosos como Cary Grant e Rock Hudson. Depois de uma operação de urgência no coração, teve uma trombose Cerebral cerebral em 1990, que o deixou numa cadeira de rodas. Morreu em Los Angeles em 1994, de ataque cardíaco. Possui uma estrela na Calçada da Fama.

burt_lancaster5