“Escrava Isaura“ – Livro de Bernardo Guimarães

29 Julho 1875

Bernardo Guimarães nasceu em 1825, em Minas Gerais. De 1847 a 1852, cursou a Faculdade de Direito de São Paulo. Exerceu diferentes actividades ao longo da vida: foi juiz, professor, jornalista, mas gostava mesmo de literatura. Escreveu vários livros de poesia e ficção, mas foram os romances “A escrava Isaura” (1875) e “O seminarista” (1872) que reservaram um lugar de destaque a Bernardo Guimarães como um dos mais importantes prosadores do Romantismo brasileiro. Faleceu em 1884.

escrava_isaura__a_9788525408518_hd

Escrito em 1885, A Escrava Isaura é um dos romances que mais notoriedade granjearan ao seu autor.
Através do drama da jovem Isaura, o autor soube fixar e verberar a infame condição dos escravos. Perpassa através de toda a obra o sopro de romantismo que caracteriza a produção do autor. Mas a própria história de amor, que linearmente se desenvolve através das suas páginas, longe de atenuar, serve para acentuar ainda mais o libelo acusatório que esta obra constitui contra a escravatura.

Bernardo_Guimarães_(Iconográfico)