França torna se Campeã do Mundo em Futebol

12 Julho 1998

O campeonato do Mundo de 1998 foi marcado por pelo menos dois momentos inusitados. Primeiro pela recuperação de Zinedine Zidane, que após ser expulso diante da Arábia Saudita no segundo jogo, foi suspenso por duas partidas e se tornou o grande nome do Mundial, ao fazer dois golos na final contra o Brasil, liderando os franceses no seu primeiro título com uma vitória sem contestação, por 3 a 0, sobre a selecção brasileira.

1998-zidane-franca-ap

O outro momento envolveu Ronaldo, o Fenómeno, que poucas horas antes da decisão passou mal na concentração, terá sofrido convulsões, acabou por ser levado para o hospital e chegou a ter o seu nome retirado da lista inicial dos titulares de Zagallo, que escalou Edmundo num momento inicial.

Após fazer exames, Ronaldo chegou quase em cima da hora no estádio, jogou, mas a seleção parecia traumatizada com o que ocorrera na concentração e não conseguiu desenvolver o seu futebol em momento algum.

ronaldo-futebol-20110607-06-original1

O Mundial foi marcado por grandes duelos como o Argentina e Inglaterra, vencido pelos sul-americanos nos penaltis, após empate por 2 a 2.

Contra os holandeses nos quartos de final, os argentinos não tiveram a mesma sorte. A equipa europeia vivia uma das suas melhores gerações e venceu com um golão emblemático do atacante Dennis Bergkamp.

361353fee0a5722d72c5a05705327581558bca85bc926755503833-1024x576

A semifinal entre Holanda e Brasil também foi espectacular. Após empate por 1 a 1 no tempo normal, a decisão foi definida nos penaltis e Taffarel destacou se mais uma vez – no entanto, não conseguiu parar a grande actuação de Zidane contra a selecção – a primeira de duas actuações incríveis, com a segunda delas ocorrida no Mundial de 2006.

FICHA TÉCNICA DA FINAL

FRANÇA 3 X 0 BRASIL

FRANÇA: Barthez; Thuram, Leboeuf, Desailly e Lizarazu; Deschamps, Karembeu (Boghossian), Petit e Zidane; Djorkaeff (Vieira) e Guivarc’h (Dugarry). Técnico: Aimé Jacquet.

BRASIL: Taffarel; Cafu, Junior Baiano, Aldair e Roberto Carlos; Cesar Sampaio (Edmundo), Dunga, Leonardo (Denílson) e Rivaldo; Bebeto e Ronaldo. Técnico: Zagallo.

GOLS: Zidane aos 27 e aos 46 minutos do primeiro tempo. Petit, aos 45 do segundo tempo.

ÁRBITRO: Said Belqola (Marrocos).

c6oz3gnq4h2yl981m6fqrk3rt