O exército russo entra em Berlim – 2ª Guerra Mundial

23 Abril 1945

A Segunda Guerra Mundial partiu de Berlim, no verão europeu de 1939. Cinco anos e meio mais tarde, o conflito atingiu a cidade com todo o furor. Na batalha decisiva pela capital alemã, o Exército Vermelho dispunha de 2,5 milhões de soldados, 41.600 canhões, 6.300 tanques e 7.500 aviões para enfrentar menos de 100 mil soldados nazistas recrutados na última hora. Nessas circunstâncias, a defesa da capital do Terceiro Reich não tinha qualquer perspectiva. Apesar disso, foi dada a ordem estrita de defender Berlim “até o último homem e o último cartucho”.

150504145516_women_ruins_getty

Os fanáticos nazis ocultavam a verdade. O governo em Berlim ignorava a realidade política e agia de modo irracional e absurdo. A guerra provocada pela Alemanha já custara a vida de quase 55 milhões de pessoas e a Europa estava arrasada. Ainda assim, o ministro alemão da Propaganda, Joseph Goebbels, ousou transformar as vítimas em culpados, pouco antes da última defensiva. “A guerra se aproxima do seu fim. A loucura que as potências inimigas trouxeram para a humanidade ultrapassou o seu cume, provocando em todo o mundo um sentimento de vergonha e nojo.”

No dia 22 de abril de 1945, os primeiros batalhões soviéticos chegaram à periferia nordeste de Berlim. Pouco depois, a artilharia abriu fogo contra os prédios do governo. Outras tropas avançavam do sudeste. Em 23 de Abril, os transportes pararam de circular. No dia seguinte, a capital recebeu um novo comandante militar, Helmuth Weidling. “Berlim não dispunha sequer de uma unidade regular, à excepção do regimento Grande Alemanha e de uma brigada da SS, que protegia a chancelaria imperial”, contou um general no seu livro de memórias.

30ABR2~1

Os russos tomavam Berlim, rua após rua, casa após casa. Somente no lado alemão, essa absurda batalha final causou mais mortes do que todos os bombardeamentos à cidade. De acordo com o primeiro comandante soviético na cidade, o general Bersarin, “os Aliados despejaram 65 mil toneladas de bombas e nós usamos 40 mil toneladas de granadas em Berlim”. Pode haver exagero nos números, mas eles dão uma ideia da devastação.

Cinco dias após ter sido fechado o cerco a Berlim, Hitler suicidou se na chancelaria imperial, no dia 30 de Abril de 1945.

berlim-1945-331big2zs