Hitler é preso pela participação no “ Putsch” da cervejaria em Munique

1 Abril 1924

Em janeiro, as tropas franco-belgas ocupam a bacia do Ruhr, principal fonte de riqueza do país, a fim de obrigar os alemães a pagar as reparações de guerra que o Tratado de Versalhes os havia condenado.
A instabilidade política e a “resistência passiva” à ocupação estrangeira levam a greves por todo o país assim como a uma vertiginosa alta de preços.
Era necessário algumas dezenas de milhares de marcos para comprar um dólar americano ou um pouco de pão. Esse contexto encoraja a acção revolucionária.

000014f3_medium

Em Berlim, o presidente da República Friedrich Ebert e o chanceler Gustav Streseman decretam Estado de Urgência, enquanto o economista Hjalmar Schacht tenta estancar a inflação criando uma moeda provisória, o rentenmark. A Baviera recusa o que chama de ‘‘ditadura dos prussianos de Berlim’’ e proclama no mesmo dia o seu próprio Estado de Urgência, entregando poderes ditatoriais a um triunvirato formado por Gustav von Kahr, o general Otto von Lossow, comandante do Exército, e o coronel Hans von Seisser, chefe da polícia.
A ameaça do separatismo bávaro paira sobre o país. É o momento que Hitler escolhe para se apoderar do poder em Munique.

putschcervejaria-1024x532

Numa grande cervejaria local, a Bürgerbraükeller, três mil pessoas ouvem o triunvirato.
A cervejaria é brutalmente invadida pelos militantes do partido nazi. O seu chefe, Hitler, sobe a um estrado. Revólver em punho, ele empurra os dirigentes bávaros a uma sala e os intima a entregar-lhe o poder, porém os dirigentes resistem. Desconcertado, Hitler tenta na manhã seguinte retomar a iniciativa, planeando ocupar o Ministério da Guerra da Baviera. Uma centena de policiais, que permaneceram fieis às forças locais, apesar dos apelos dos nazistas, barram o avanço dos manifestantes nazis.
Aos primeiros tiros de fogo, os agitadores debandam, o chefe em primeiro lugar. Contaram-se 16 mortos.

Bundesarchiv Bild_102-00204,_Bayern,_Hitler_auf_Propagandafahrt

O ‘‘Putsch da Cervejaria’’ termina com um completo fracasso. O chefe nazi é preso dois dias depois. Ao cabo de um processo tempestuoso, no curso do qual exibe o seu talento propagandístico, Hitler é condenado em Abril de 1924 a cinco anos de prisão. Cumpriria apenas nove meses.

2 - Bundesarchiv_Bild_102-00344A,_Munchen,_nach_Hitler-Ludendorff_Prozess