Nascia o Jornalista e apresentador de Tv , Carlos Cruz

24 Março 1942

Carlos Cruz nasceu em Parceiros de S. João, no concelho de Tores Novas, numa casa sem água canalizada, eletricidade ou instalações sanitárias, serviços então inexistentes numa aldeia do interior do país, no ano de 1942.

Os seus pais possuíam várias fazendas, o que os elevava à classe média alta  . Quando Carlos Cruz nasceu os dois filhos mais velhos já eram adultos e os outros três estavam com 16, 11 e 8 anos. Aos seis anos foi para Angola com a família, vivendo na antiga colónia até aos 17 anos.

CARLOS-CRUZ-ANTES-E-DEPOIS

Em Angola Carlos Cruz começa a fazer rádio com apenas 14 anos, depois de Rui Romano o ter confundido com outra pessoa. Torna-se relator desportivo e produtor de programas desportivos na Emissora Católica de Angola e no Rádio Clube de Angola, até que em 1960 é admitido na Emissora Nacional.

Em Setembro de 1959, após fazer o exame de admissão ao Instituto Superior Técnico, Carlos Cruz iniciou a viagem de regresso à antiga metrópole, a bordo do Vera Cruz. O pai já morrera e a mãe regressara a Portugal. Irá conciliar o curso de Engenharia com o trabalho de relator desportivo na Emissora Nacional, até que em 1961 resolve abandonar esses estudos, após uma reprovação em Matemáticas Gerais, que considerou injusta.

O ano de 1962 marca a estreia de Carlos Cruz como apresentador de televisão — primeiro no TV Motor e, logo a seguir, no Tele Desporto. Regressa à rádio, desta vez na Renascença, em 1968, com um programa que alcança algum êxito, o PBX. Na mesma estação segue-se o Tempo Zip, até que em 1973 funda o Serviço de Noticiários.

img_828x523$2017_03_01_19_06_55_41222

De novo na televisão, Carlos Cruz integra em 1969 o painel de um dos mais inovadores programas portugueses de sempre, o Zip- Zip, onde ao lado de Raúl Solnado e Fialho Gouveia realizam entrevistas a diversas personalidades portuguesas, incluindo artistas cujo trabalho se via ameaçado pela censura.

No início da década de 80 volta à companhia de Raul Solnado e Fialho Gouveia  para apresentar o programa ” E o resto são Cantigas “.

Na rádio apresentou o programa Pão com Manteiga “. Dirigiu, em 1982, a revista Mais e apresentou o programa Duplex na Rádio Comercial.

Em 1984 foi o apresentador e grande responsável por trazer de Espanha o concurso 1, 2, 3,que se tornou um grande sucesso, tendo três edições nesta primeira fase, até 1986. Aparece também no filme Vidas de António Cunha Telles.

img_828x523$2018_01_14_13_54_00_103644

A sua carreira foi interrompida no âmbito do Processo Casa Pia, tendo sido detido preventivamente a 1 de Fevereiro de 2003 por suspeita da prática de abuso sexual de menores. A 4 de Maio de 2004 passou ao regime de prisão domiciliária.

Na fase de julgamento, o Ministério Público acusou-o de quatro crimes.

A 3 de Setembro de 2010, foi considerado culpado, por um tribunal de primeira instância, de três crimes de abuso sexual de menores, tendo sido condenado a sete anos de prisão efectiva.

Carlos-Cruz-850x567