Nascia o empresário, Rupert Murdoch

11 Março 1931biografia-de-Rupert-Murdoch-2ço 1931

Nascido em Melbourne, Austrália, Rupert Murdoch é um dos mais influentes empresários do mundo. Do seu quartel-general baseado na 6ª Avenida em Manhattan, Nova York, Murdoch comanda a News Corporation (News Corp.), um dos maiores conglomerados de mídia do mundo. O New York Post e o The Sun, os maiores tablóides dos Estados Unidos e Inglaterra, respectivamente, são dele. São dele também a Fox Network (e junto com ela o MySpace e mais 35 canais de televisão), a 20th Century Fox, o jornal The Times de Londres, a DIRECTV, a editora Harper Collins Publishers, a Sky Italia e mais recentemente a Dow Jones & Company e junto com ela o jornal americano The Wall Street Journal. Ao todo são 789 empresas em 52 países, em cinco continentes. A qualquer hora do dia ou da noite uma a cada cinco casas americanas estão ligadas em algum programa produzido ou transmitido pela News Corp.

ruper-murdoch-619x400_198962.630x360

Pode se pensar que o Sr. Murdoch é um grande privilegiado (o que é verdade), mas todo o  seu império começou no pequeno jornal australiano do seu pai, o “The Adelaide News” que cobria as notícias da cidade de Adelaide. Rupert, ao assumir o controle do jornal, o transformou em algo rentável o suficiente para começar a adquirir novas empresas e fazê-las crescer ao ponto de levá-lo ao patamar dos grandes magnatas da mídia do século XX.

Actualmente, ele vê o futuro dos jornais impressos sem tintas nem papel, mas com conteúdos actualizados constantemente e enviados para aparelhos portáteis, com um serviço obviamente cobrado a um preço suficiente para manter sua fortuna de aproximadamente US$ 7 biliões.

Muitas pessoas acham Rupert Murdoch um sujeito difícil de ser entendido, mas a verdade é que ele é um apaixonado pelo dinheiro. Suas atitudes e ideologias se adaptam aos interesses do seu conglomerado a fim de atingir cifras cada vez maiores.

574775-wendi-deng-y-rupert-murdoch-633x346.jpg.imgw.1280.1280

Rupert pode não estar certo, mas ele não está errado por defender o seu ponto de vista a qualquer custo. E  o seu ponto de vista diz que ele deve conquistar mais.

Um facto curioso que demonstra sua visão política “maleável”, se deu quando o jornalista Michael Wolff, que recentemente escreveu uma biografia sobre Murdoch, se encontrou com o magnata antes das prévias democratas em Nova York. Wolff disse que não sabia em quem votar e pediu uma opinião. A resposta não poderia ser diferente: “Obama – ele venderá mais jornais.”