Nascia o politico russo, Viacheslav Molotov

9 Março 1890

Seu verdadeiro nome era V. M. Skrjabin (molotov significa martelo). Membro do partido bolchevique desde 1906, fez parte do Politburo a partir de 1926 e do Presidium da União Soviética. Foi um dos colaboradores mais próximos de Josef Stálin, de quem foi ministro dos Negócios Estrangeiros entre 1939 e 1949.

9-de-marc3a7o-viatcheslav-molotov-diplomata-e-polc3adtico-russo

Em Agosto de 1939, assinou o pacto germano-soviético de não-agressão, com o ministro dos Negócios Estrangeiros alemão Joachim von Ribbentrop (Pacto Hitler-Stálin), que antecedeu à Segunda Guerra Mundial. Molotov participou das conferências de Teerã em 1943, Yalta em 1945 e Potsdam em 1945, assim como de todas as conferências do pós-guerra realizadas até 1957. Manteve influência política depois da morte de Stálin e foi vice-primeiro-ministro dos Negócios Estrangeiros (1953-1956) e ministro de Estado (1956-1957). Colocando-se contra os novos rumos políticos impostos pela desestalinização impulsionada por Nikita S. Kruschev, foi demitido de todos os cargos em 1957 e enviado como embaixador para a Mongólia (1957-1960). Pouco depois, foi-lhe confiada a representação de seu país na Organização Internacional da Energia Atómica em Viena, cargo que desempenhou até 1962, quando foi excluído do Partido Comunista, sendo readmitido em 1984.

image17

Seu nome tornou-se célebre pela popularidade do coktail molotov arma incendiária muito utilizada em guerrilhas e manifestações urbanas. A associação do seu nome com essa bomba caseira deve-se a sua declaração durante a guerra do inverno de que os soviéticos não estavam bombardeando cidades finlandesas, mas sim atirando alimentos. As bombas russas então foram apelidadas de “cestos de pães de Molotov” e as bombas improvisadas usadas pelos finlandeses de coktails Molotov.

Berlin, Verabschiedung Molotows