Em 1998 Hugo Chavez é eleito Presidente da Venezuela

6 de Dezembro 1998

Soldado. Bolivariano. Socialista e anti imperialista. Assim se auto definia o presidente da Venezuela Hugo Chávez. Considerado um dos mais polémicos e importantes líderes da América Latina, um cancro marcou a sua batalha final, encerrando os 14 anos de sua permanência no poder.

Chavez-Frías-625x434

Chávez é visto como o homem que transformou a história social e política da Venezuela. Para os sectores populares foi uma espécie de “justiceiro” que chegou à Presidência para redistribuir a renda do petróleo, antes privilégio de uma minoria. Para seus opositores foi o político que dividiu o país e atentou contra a propriedade privada, a liberdade de imprensa e a democracia.

O projecto maior de Chávez, a chamada “revolução bolivariana”, moveu o tabuleiro da política venezuelana à esquerda. Polémico, inspirado no pró independentista Símon Bolívar, criticava em seus discursos as causas que teriam levado o país – quinto maior exportador mundial de petróleo – a manter a maioria da população na pobreza.

4r0z140uwd529y635bbg971le

Com uma popularidade incomparável na história do país, o líder venezuelano criou um vínculo emocional com seus seguidores que foi além da política. Por alguns é visto como “pai”, “irmão”, “amigo” ou “filho”. Gritos de “Chávez, eu te amo”, costumavam acompanhar comícios e atos públicos liderados pelo presidente.

Para Alberto Barrera, autor da biografia Chávez sem uniforme, o presidente estabeleceu “um carisma religioso e afetivo com parte da população”. Ele acrescenta que Chávez podia ser comparado a um popstar.

“Ele quis ser jogador de beisebol, mas não deu certo. Gostava de cantar, mas desafinava. Tentou um golpe de Estado e fracassou, e por fim, chegou à Presidência e fez uma revolução”, disse um simpatizante.

650x375_1311144