Em 1828 nascia o escritor Liev Tolstoi

9 de Setembro 1828

Nascido numa família nobre, em Yasnaia Poliana, na Rússia, em 9 de Setembro de 1828, Leon Tolstoi ficou órfão aos nove anos e foi educado por preceptores. Em 1843, iniciou o curso de letras e direito na Universidade de Kazan.

Depois de formado, passou um período em Moscovo e logo se alistou na guarnição do Cáucaso, seguindo o seu irmão Nicolenka, oficial do exército russo. No Cáucaso, escreveu o livro “Infância” e a primeira parte de “Memórias”.

tolstoy_01

“Infância” foi publicado em 1852 e alcançou grande êxito. Depois de nomeado sub oficial, em 1854, Tolstoi voltou brevemente a sua terra natal, mas retornou à vida militar, participando da Guerra da Crimeia.

Em 1856, abandonada a carreira militar, Leon Tolstoi passou a viver em sociedade, ampliando as suas relações pessoais. Viajou à Europa, visitando diversos países.

Ao regressar, isolou-se na sua propriedade rural, determinado a dedicar-se à literatura. Casou-se nesse período com Sofia Bers, com quem teve 13 filhos, dos quais apenas 10 sobreviveram.

Count_Tolstoy _with_hat

Em 1865, iniciou a elaboração de “Guerra e Paz”, uma das maiores obras literárias de todos os tempos. Trata-se de um extenso romance que aborda as guerras napoleónicas e traça um quadro da sociedade russa do século 19.

Em fins da década de 1870, Leon Tolstoi escreveu o romance psicológico “Ana Karenina”, que também obteve grande repercussão. Aos poucos as suas inclinações voltaram-se para a religião.

As suas posições políticas também se radicalizaram, tendendo ao anarquismo. Tolstoi criou uma escola alternativa, para a qual chegou a redigir os livros didácticos.

Distanciando-se cada vez mais de sua família, Tolstoi decidiu entrar para um mosteiro. Planeou a fuga e, no dia 31 de Outubro de 1910, finalmente embarcou num comboio, acompanhado apenas da filha Alexandra e de um criado.

Com a saúde abalada, foi obrigado a descer na cidadezinha de Astapovo, sendo acolhido pelo próprio agente da estação. O facto tornou-se público e telegramas e visitas começaram a chegar de toda a Rússia e de outras partes da Europa.

Leon Tolstoi resistiu apenas alguns dias, falecendo pouco depois, a 20 de Novembro de 1910, em Astapovo.

get_img