O Ex Basquetebolista Kobe Bryant está de Parabéns

23 de Agosto 1978

“As vezes eu  pergunto o que a Faculdade teria sido, mas eu tomei a minha decisão” – Kobe Bryant. É pela frase do próprio Kobe onde se começa a contar o triângulo amoroso entre Kobe, Lakers e a NBA.

Nascido a 23 de Agosto de 1978 ,  Filadélfia, Pensilvânia, Kobe é filho do também jogador de basquete Joe Bryant (Philadelphia 76ers, San Diego Clippers e Houston Hockets) e, foi draftado (escolhido) no ano de 1996 pelos  New Orleans Hornets, sendo imediatamente negociado com os Los Angeles Lakers, clube pelo qual o “génio” actuou durante 20 anos.

r75275_1600x1000cc

Para entender um pouco mais sobre a relação da NBA com os seus ídolos, devemos voltar ao passado. Fundada em Nova York a 06 de Junho de 1946, como Basketball Association of America “(BAA), a liga adoptou o nome de “National Basketball Association”  apenas em 1949 quando se fundiu com a rival “National Basketball League”(NBL).

Desde a criação da liga o elo entre ídolos e o desporto sempre foi muito forte. Sendo inclusive a valorização dos atletas um dos lemas da NBA.

Uma das tradições da liga é a de “reformar” o número das camisolas dos maiores jogadores. A ideia surgiu em 16 de Outubro de 1963, quando o então dirigente e fundador do Boston Celtics, Walter Brown que “reformou” os nºs 14 e 22, pertencentes a Bob Cousy e Ed. Macauley. Brown inclusive foi um dos que teve o seu nº pendurado, mesmo nunca tendo arremessado uma bola sequer, ele foi homenageado com o número “1” pela clube de Massachusetts.

Bill Russel, Kevin McHale, Karrem Abdul Jabbar, Magic Jhonson, Michael Jordan, Larry Bird, Shaquile O’neal são clássicos exemplos de atletas que marcaram épocas e que tiveram os seus nºs reformados, ou seja, nas respectivas equipas, ninguém mais além dos atletas homenageados podem usar tais números imortalizados. Até aos dias actuais, 149 astros já tiveram o seu vestuário eternizado.

Kobe Bryant ainda não teve o seu nº pendurado, mas, com certeza terá. Com o final da temporada anterior o craque dos Lakers despediu se e os fãs aguardarão ansiosamente o anúncio da reforma do seu manto pelo clube de Los Angeles.

A discussão sobre qual o nº a retirar ainda deve dar motivo a acesa “discussão “, isto porque Kobe fez história no clube de Los Angeles utilizando dois números diferentes. Nos seus primeiros dez anos de carreira o ídolo utilizou a camisa “8”, conquistando oito participações em All-Star Games, sendo eleito por duas vezes o MVP (Jogador mais valioso), participou de quatro finais e ganhou três títulos.

84c640896605569d873abd6998507e1e--basketball-is-life-nba-basketball

Já com a actual camisa, a “24”, Kobe também possui números expressivos. São dez temporadas com um MVP da temporada regular, nove participações em All-Star Games sendo duas vezes o MVP do evento. Kobe ainda conta no currículo com mais três finais, dois títulos e eleito por duas vezes o MVP da temporada regular.

Além de vários prêmios individuais, Kobe é detentor de cinco títulos da NBA, sendo um dos jogadores mais vitoriosos da liga. Aliado ao seu sucesso na equipa de Los Angeles, está também o seu excelente desempenho na seleção norte-americana de basquete onde foi Bicampeão Olímpico (2008 e 2012) e Campeão Mundial (2007).

maxresdefault

Entre outros recordes de Kobe algumas marcas se destacam. Ser o jogador mais jovem a disputar um All – Star Game com 19 anos e 169 dias; fazer oitenta e um pontos no jogo contra o Toronto Raptors, no dia 22 de Janeiro de 2006, consolidando a marca como a segunda maior pontuação feita por um jogador num jogo na historia da liga. Bryant também tem o recorde da NBA de cestos de três num único jogo: doze; tornou-se o jogador com mais pontos na história do Lakers, superando Jerry West. É o atleta com mais temporadas jogadas por uma única equipa totalizando 20. Além de tudo isto, é dele a 3ª maior pontuação da NBA e o único jogador com mais de 30.000 pontos e 6.000 assistências na historia da Liga.

BKN-NBA-GRIZZLIES-LAKERS