Inicia se a construção do Muro de Berlim

13 de Agosto 1961

Na madrugada do dia 13 de Agosto de 1961 teve início a construção do Muro de Berlim, erguido pela República Democrática Alemã (Alemanha Oriental) durante a Guerra Fria. Esta barreira física circundava toda a Berlim Ocidental, separando-a da Alemanha Oriental, incluindo Berlim Oriental. O muro tinha 66,5 quilómetros de gradeamento metálico, 302 torres de observação, 127 redes metálicas electrificadas com alarme e 255 pistas de corrida para cães de guarda. Oficialmente, 80 pessoas morreram na tentativa de atravessar este muro. Além da barreira física, o muro também simbolizava a divisão ideológica do mundo em dois blocos: República Federal da Alemanha (RFA), formado pelos países capitalistas, e a República Democrática Alemã (RDA), composto por países socialistas simpatizantes do regime soviético. O muro de Berlim só foi derrubado no dia 9 de Novembro de 1989 após uma série de movimentos revolucionários no leste europeu.

infografico_muro_berlim_tv

Com a rendição da Alemanha Nazi, a 8 de maio de 1945, os Países Aliados reuniram-se em Potsdam, entre 17 de Julho e 2 de Agosto de 1945, a fim de decidir o futuro do país derrotado. Assinaram a conferencia de Potsdam, que dividiu a Alemanha em quatro zonas, ocupadas pelos Estados Unidos, Grã-Bretanha, França e União Soviética. A capital alemã, Berlim, foi também dividida entre as quatro potências.

1-iv_HarNQOES3KxldK_DIxw

As relações entre a União Soviética, comunista, e os outros três países Aliados, capitalistas, logo passaram de cooperativas para competitivas e agressivas. A possível reunificação alemã tornou-se distante, e a Alemanha acabou dividida em Oriental, comunista, e Ocidental, capitalista. Era o início da Guerra Fria, e Berlim era símbolo da polarização que o mundo vivia: também a cidade foi dividida em duas, seguindo a mesma lógica do restante do território alemão.

1313060798422

Na madrugada de 13 de Agosto de 1961, o governo da República Democrática Alemã (Alemanha Oriental) começou a construir um muro de arame farpado para separar a Berlim Ocidental da Oriental. Oficialmente, o objectivo era manter os habitantes da parte pertencente a República Federal da Alemanha (Alemanha Ocidental) fora da área de sua área de domínio e assim evitar que ‘fascistas’ tentassem sabotar o lado comunista. No entanto, era sobretudo com o grande número de moradores de Berlim Oriental que diariamente se mudava para a parte capitalista que os comunistas queriam acabar. Estima-se que cerca de 3,5 milhões de pessoas desrespeitaram as normas de emigração e deixaram a República Democrática Alemã antes da construção do muro.

9