Iraque invade o Kuwait

2 de Agosto 1990

Em 2 de Agosto de 1990, tropas do Iraque invadiram o Kuwait. A invasão seguida da anexação do país vizinho desencadeou a primeira guerra contra o Iraque, liderada pelos EUA.

As primeiras unidades das Forças Armadas do Iraque atravessaram a fronteira do Kuwait à 1 hora da manhã. Ao longo de vários dias, mais de 10 mil soldados iraquianos haviam se concentrado na fronteira, mas até então tinha-se esperança de que tudo não passasse de uma ameaça do presidente Saddam Hussein.

Abril 1990 Saddam Hussein Sipa Press REx FEature-thumb-600x397-37177

O Iraque acusava o país vizinho de provocar baixas no preço do petróleo no mercado internacional, ao vender mais que a cota estabelecida pela Organização dos Países Produtores e Exportadores de Petróleo (OPEP).

O ditador iraquiano exigia que o Kuwait perdoasse a dívida que o seu país contraíra durante a guerra com o Irão (1980-1988), e cobrava uma indemnização de 2,4 biliões de dólares, alegando que os kuwaitianos estavam a explorar ilegalmente os campos de petróleo do Iraque. Saddam Hussein reivindicava ainda o controle de portos do Golfo Pérsico. No mais, ele advertia que, historicamente, o Kuwait fazia parte do Iraque.

No dia 2 de Agosto de 1990, enquanto os jornais estavam sendo distribuídos na Cidade do Kuwait, as tropas de elite das Forças Armadas iraquianas já estavam na periferia da capital. Elas haviam percorrido a rodovia de Abdaly, na fronteira ao sul do país, sem enfrentar maior resistência das tropas kuwaitianas.

a_flashback_gulf_160115.nbcnews-ux-1080-600

Na época não havia tropas estrangeiras estacionadas no Kuwait, nem acordos de cooperação militar com outros Estados, além dos vizinhos do Golfo Árabe.

Embora a invasão tenha sido uma surpresa, havia muitos indícios e advertências urgentes nos últimos dias: os bancos suspenderam as transferências de dinheiro para o exterior e os voos para fora do país estavam superlotados.

As informações oficiais sobre a situação eram divulgadas com cautela demasiada, embora a família do monarca Kaber al-Ahmad al-Sabah já se encontrasse há tempos em segurança, na Arábia Saudita. Em virtude da censura, muitos se sentiam seguros, achando que as tropas ao longo da rodovia eram kuwaitianas. Mas isso durou pouco.

invasao

No dia 8 de Agosto, a situação ficou clara: Bagdad declarou o Kuwait a sua 19ª província. No mínimo 200 mil soldados iraquianos encontravam-se naquele momento no Kuwait. As embaixadas que tinham dado refúgio a uma parte dos estrangeiros residentes no país foram obrigadas a fechar as suas portas até 24 de agosto e evacuar seus funcionários via Bagdad.