Em 1986 é assassinado o 1º Ministro da Suécia, Olof Palme

28 Fevereiro 1986

Pouco antes da meia-noite de 28 de Fevereiro de 1986, o primeiro ministro sueco, Olof Palme, é abatido por uma bala nas suas costas, à saída de um cinema, com a sua esposa Lisbet, em pleno centro de Estocolmo. O crime chocou a Suécia e o mundo inteiro.

sweden-justice-police-murder-palme

Um homem vestindo um sobretudo aproxima-se por trás, saca um revólver Smith & Wesson e alveja o primeiro ministro nas costas. Embora possa haver teorias de quem poderia estar por trás do assassino, a identidade do culpado permanece um mistério. E o assassinato jamais foi elucidado claramente.

place_of_murder_of_olof_palme

Aos 59 anos, o social-democrata Palme era uma personalidade política extremamente popular no seu país e na Europa.
Independentemente da posição de Palme como primeiro ministro, procurava viver uma vida tão comum quanto possível. Costumava sair sem qualquer protecção de guarda-costas, e a noite do seu assassinato foi uma dessas ocasiões. Saindo do Grand Cinema, situado numa rua central de Estocolmo, cerca da meia-noite, o casal foi atacado por um atirador solitário. Palme foi ferido gravemente e um segundo tiro feriu a senhora Palme de raspão.

A polícia informou que um taxista usou o seu rádio-móvel para ligar o alarme. Duas raparigas sentadas num carro perto da cena tentaram ajudar o primeiro ministro. Ele foi levado á pressa para um hospital, mas foi declarado morto á sua chegada às 00h06 de 1º de Março.

sweden-murder