“Mau tempo no canal “ – Vitorino Nemésio

13 Fevereiro 1944

“A obra romanesca mais complexa, mais variada, mais densa e mais subtil em toda a nossa história literária”, são palavras de David Mourão-Ferreira sobre “Mau Tempo No Canal”, de Vitorino Nemésio. 

A narrativa, temporalmente situada entre 1917 e 1944, incide sobre Margarida Clark Dulmo, peça de relações amorosas desencontradas e frustradas e nenhuma delas capaz de lhe realizar as ambições existenciais, continuamente vetadas pelo que é socialmente convencionado e imposto de modo asfixiante e incontornável pela moral burguesa da sociedade açoriana das primeiras décadas dos século XX.

“Mau Tempo No Canal” é o romance de Vitorino Nemésio que figurará na história literária portuguesa como um dos mais completos e conseguidos, mas também é aquele que da insularidade dos Açores nos eleva à prisão da ilha de todo o Homem, com os seus universais medos, paixões, entusiasmos e angústias.

mau-tempo-no-canal-2ed

getimage