Em 1905 é encontrado o maior diamante de sempre !

26 de Janeiro 1905

Em 1905, em África, um diamante bruto foi encontrado por Frederick Wells, a nove metros de profundidade, na parede da mina, pesando cerca de 612 g. É considerado o maior diamante bruto já encontrado e foi baptizado de Cullinan, em homenagem ao dono da mina onde foi encontrado, Thomas Cullinan.
o-maior-diamante-do-mundo-ja-encontrado

A história conta que, quando Wells foi levar a gema para a pesagem, o inspector achou a pedra grande demais para um diamante e atirou a pela janela. Wells, descrente com o julgamento do inspector, recuperou a pedra. Mais tarde ela foi pesada e autenticada como diamante.

Este diamante foi dado como presente ao rei inglês Edward VII, no seu aniversário de 66 anos, pelo governo de Transvaal, local da mina de Cullinan, em 1907.

cullinan-mchardy-e-wells

De seguida, a realeza entregou o diamante ao famoso lapidador Joseph Asscher, da Asscher Brothers. Naquela época, a tecnologia não era tão avançada como nos tempos actuais. Clivar um diamante era um trabalho extremamente difícil e arriscado, já que forçar fora do lugar poderia arruinar com a pedra. Assim, Asscher tinha uma enorme responsabilidade nas mãos.

A primeira grande missão era clivar o diamante. Era necessário bater num ponto exacto do Cullinan para dividi-lo em três pedras menores. Sob enorme pressão e sem chances para erro, Asscher estudou o diamante durante meses.

06934045200

Os diamantes foram lapidados e polidos. Das nove gemas principais, que resultaram da clivagem do diamante Cullinan, as duas maiores pedras foram nomeadas de Great Star of Africa (Cullinan I) e Lesser Star of Africa (Cullinan II). As duas pedras fazem parte de joias da Coroa Real Britânica.