1899 – Ocupação de Cuba pelos Estados Unidos

1 de Janeiro 1899

Cuba era uma colónia de Espanha. A independência de Cuba aconteceu porque os Estados Unidos estavam de olho nas suas grandes belezas naturais e era a principal produtora mundial de açúcar. Os EUA chegaram a realizar várias propostas económicas ao governo espanhol para que cedesse a sua soberania sobre a ilha.

A 10 de Outubro de 1868, eclodiu a primeira guerra de independência cubana, com o “grito de Yara“, protagonizado por Carlos Manuel de Céspedes. A guerra, chamada dos dez anos, concentrou-se na região oriental, onde as crueldades do exército espanhol provocaram o apoio da população aos insurrectos. Céspedes foi o primeiro presidente da “república em armas“, cujos representantes redigiram uma constituição e receberam o reconhecimento de vários governos latino-americanos.

046-la-independencia-de-cuba

A superioridade das forças espanholas e a promessa de reformas por parte do general Arsenio Martínez Campos debilitaram o movimento e, em Fevereiro de 1878, a guerra acabou com um acordo de paz. Muitos cubanos, entre os quais o líder nacionalista Antonio Maceo, negaram se a aceitar as condições oferecidas e continuaram a luta.

Várias organizações políticas e activistas no exílio, coordenadas pelo poeta José Martí, chamado pelos cubanos “o apóstolo”, organizavam a propaganda contra o domínio espanhol, dirigindo-se tanto à população nativa como às potências estrangeiras. A guerra recomeçou em 24 de Fevereiro de 1895, com o “grito de Baire” e estendeu-se rapidamente por toda a ilha. Morreram muitos civis, povoados e cidades foram destruídos.

589-marti-independencia

Sob o pretexto de inexplicável explosão no couraçado americano Maine, atracado no porto de Havana, a 25 de Abril de 1898 os Estados Unidos declararam guerra à Espanha. A armada americana obteve rápida vitória e o governo espanhol foi obrigado a firmar um protocolo de paz em Washington, em Agosto do mesmo ano. Pelo Tratado de Paris, firmado em 10 de Dezembro, a Espanha cedeu aos Estados Unidos os territórios de Cuba, Porto Rico, Guam e as Filipinas.

ocupação americana de Cuba  prolongou se desde o primeiro dia de Janeiro de 1899 até 20 de maio de 1902, período em que os governadores gerais John Brooke e Leonard Wood tentaram adaptar a ilha às políticas económica e cultural que então prevaleciam nos Estados Unidos.

jules_cambon_signs_treaty_of_paris_1899

Em 1901 foi promulgada uma constituição a que os americanos agregaram a chamada emenda Platt, pela qual se reservavam o direito de intervir na ilha em determinadas circunstâncias e de supervisionar seus tratados internacionais, assim como sua política económica e de assuntos internos. Além disso, a nova República de Cuba cedeu aos Estados Unidos as bases navais de Baía Funda (devolvida em 1913) e Guantánamo.