Em 1935 nascia o realizador de cinema, Woody Allen

1 de Dezembro 1935

Woody Allen (1935) é cineasta e actor de cinema norte-americano, autor de diversos filmes, entre eles, “A Rosa Púrpura do Cairo”, “Noivo Neurótico, Noiva Nervosa” e “Sonhos de um Sedutor”.

Allen Sterwart Konigsberg é o seu nome de baptismo. Descendente de judeus, nasceu e viveu a infância num bairro judaico em Nova Iorque.

media

Woody Allen começou a carreira escrevendo roteiros para outros comediantes e fazendo espectáculos em shows nocturnos. Em 1969, começou a escrever roteiros para os seus próprios filmes, onde passou também a actuar. Os seus primeiro trabalhos, “Um Assaltante bem Trapalhão” (1969) e “Sonhos de um Sedutor” (1972) já demonstravam o seu talento cómico.

As características de Allen, além do humor, são as referências ao cinema clássico e cineastas como Ingmar Bergman e Fellini. Também são evidentes as influências que recebeu de comediantes como Groucho Marx. Além disso, percebe-se um tom reflexivo e existencial nos seus filmes.

woody-allen-e-seu-estereotipo-pessoal-html

Os filmes “Memórias”, “Zelig” “Interiores”, “Setembro”, “Crimes e Pecados” representam o homem fragmentado e atordoado com a vida quotidiana, sentimentos que o próprio Woody Allen já confessou. Mas a realização cinematográfica que trouxe o primeiro prémio importante para o cineasta foi “Noivo Neurótico, Noiva Nervosa”, ganhador de 4 óscares em 1977. Em 1986, foi a vez de “Hannah e suas Irmãs”, ganhador de 1 Óscar.

É conhecida a paixão de Woody Allen por Nova Iorque, pois a cidade é o cenário de quase todos os filmes que realizou. Seus personagens de muitos filmes são recorrentes: um judeu neurótico, artista ou escritor provinciano.

cf6e748fcf6f3f782a7f40b3db6f6efb

Woody Allen teve relacionamentos com actrizes com quem trabalhou: Diane Keaton e Mia Farrow. Com esta última, casou-se. Divorciou-se em 1997 quando começou a namorar a sua filha adoptiva Soon Yi, relacionamento o qual causou muita polémica.

Depois de uma década de filmes pouco elogiados pela crítica durante os anos 90, retoma nos anos 2000 uma sequência de trabalhos bem sucedidos e avaliados. Nessa fase, a atriz Scarlet Johansson passou a actuar com frequência: “Match Point”, “Vicky Barcelona” são alguns exemplos.

Ganhou o Óscar de melhor roteiro original pelo filme “Meia Noite em Paris”, em 2012.

WOODY ALLEN