“ E tudo o vento levou “ – Livro escrito por Margaret Mitchell

9 de Setembro 1936

Gone with the Wind  ou E Tudo o Vento Levou  é um romance da escritora e jornalista norte americana Margaret Mitchell. Publicado pela primeira vez em 1936 pela editora Macmillan Publishers , o livro foi recebido, em geral, com comentários positivos da crítica, vencendo os prémios Pulitzer e National Book Award no ano seguinte ao seu lançamento. Foram vendidas cerca de trinta milhões de cópias mundialmente, foi traduzido para mais de trinta idiomas e também se encontra disponível em Braille e no formato de audio.

2012864991-e-tudo-o-vento-levou

Disposta cronologicamente, a sua história, passada no sul dos Estados Unidos, retrata a vida de Scarlett O’Hara, filha mimada de um rico dono de plantação de algodão, que deve usar todos os meios à sua disposição para sobreviver durante a guerra civil americana e, posteriormente, ao período da reconstrução. Apesar de extensa, a obra é conhecida pela sua clareza e legibilidade, com temas comuns à literatura popular — aventura, guerra, paixão e turbulência social.

Mitchell começou a escrevê-lo em 1926 para passar o tempo, enquanto recuperava de alguns problemas de saúde. O processo de escrita levou quase dez anos, e em 1935, a editora Macmillan adquiriu os direitos de publicação do volume. Entrou rapidamente para as listas dos amais vendidos e, pouco depois do seu lançamento, teve os seus direitos de filmagem comprados pelo produtor David Selznick. Lançada em 1939, a longa metragem, interpretada nos papéis principais por Vivien Leigh e Clark Gable , foi um sucesso de público e de crítica. A obra também tem sido frequentemente adaptada para os palcos sob a forma de Teatro – Musicais, em diferentes produções do Japão, da França e Inglaterra.

margaret_mitchell_nywts

Curiosamente, trata-se do único trabalho publicado em vida por Mitchell. O romance foi incluído em diferentes listas de grandes obras da literatura mundial, criadas por importantes meios de comunicação como a revista norte-americana TIME, o jornal francês Le Monde e a companhia inglesa BBC.

20160118113216894154o