Nascimento de Xanana Gusmão

20 de Junho 1946

Kay Rala Xanana Gusmão nasceu em Laleia, no Distrito de Manatuto, em 20 de Junho de 1946, durante o período de Administração Portuguesa. É aqui que passa a sua infância juntamente com um irmão e cinco irmãs. Aprende a Lingua Portuguesa com o seu pai, Manuel Gusmão, professor de escola. É em Ossu, Viqueque, que frequenta a escola primária Santa Teresa, completando posteriormente os estudos no Seminário de Nossa Senhora de Fátima em Dare, e, mais tarde, no Liceu Dr. Francisco Vieira em Díli.

Quando ingressa no Liceu em Díli, começa também a trabalhar como topógrafo, dando também aulas na Escola Chinesa de Díli. Em 1966 ingressa na Administração Pública tendo sido recrutado em 1968 para o Exército Português, onde serve 3 anos, tendo atingido a patente de Cabo. Em Abril de 1974, ingressa no jornal A Voz de Timor.

Timor+Leste+Prime+Minister+Visits+New+Zealand+Nlm4KP4mR2Px

Em 7 de Dezembro de 1975, ocorre a invasão militar de Timor-Leste pela Indonésia. Após a morte do então presidente da FRETILIN, Nicolau Lobato, em Dezembro de 1978, que perde a vida juntamente com a maioria dos membros do Comité Central da FRETILIN, é entregue a Xanana Gusmão a responsabilidade de reorganizar a luta pela Independência.

Em Março de 1981 organiza a Primeira Conferência Nacional da FRETILIN e é eleito Líder da Resistência e Comandante em Chefe das Forças Armadas de Libertação nacional de Timor-Leste (FALINTIL). Em Março de 1983, Kay Rala Xanana Gusmão, que defende a resolução do conflito através de meios pacíficos, assume uma postura de pragmatismo ao iniciar negociações formais com as Forças Armadas Indonésias (ABRI/TNI).

File photo of then East Timorese President Xanana Gusmao giving his inaugural address shortly after midnight declaring East Timor's independence

Em 20 de Novembro de 1992, após 17 anos de guerrilha e após os acontecimentos de 12 de Novembro de 1991, conhecidos como o Massacre de Santa-Cruz, Xanana Gusmão é capturado pelas Forças Armadas Indonésias em Díli. Já num ambiente de pressão da comunidade internacional, Xanana Gusmão é preso em Díli onde fica até depois do seu julgamento em Março de 1993, altura em que é transferido para a prisão de Semarang na Indonésia, uma prisão para criminosos de delito comum. Após contínua pressão internacional, a Indonésia decide mais tarde transferir Xanana Gusmão para a prisão de Cipinang, reservada para prisioneiros políticos.

Timor+Leste+Prime+Minister+Visits+New+Zealand+DuTYcYxNiwAx

O referendo patrocinado pela ONU a 30 de Agosto de 1999, no qual a proposta de autonomia avançada pela Indonésia foi rejeitada de modo esmagador, assinalou o fim da ocupação indonésia de Timor-Leste e o início do processo de transição liderado pela ONU em Timor-Leste. Este foi sem dúvida o primeiro acto democrático na história de Timor-Leste.

Kay Rala Xanana Gusmão foi libertado da sua prisão domiciliária no dia 7 de Setembro de 1999. Em Agosto de 2000, o Primeiro Congresso Nacional do CNRT, realizado em Díli, elegeu Kay Rala Xanana Gusmão como Presidente do CNRT / Congresso Nacional.

PORTUGAL-ETIMOR-DIPLOMACY

No dia 14 de Abril de 2002 Kay Rala Xanana Gusmão foi eleito Presidente de Timor-Leste, tendo tomado posse como Presidente da República Democrática de Timor-Leste em 20 de Maio de 2002. Serviu como Presidente da República até ao final do seu mandato em Maio de 2007.

Após deixar a Presidência, Kay Rala Xanana Gusmão foi eleito Presidente do partido político formado em Abril de 2007, o CNRT – “Congresso Nacional para a Reconstrução de Timor-Leste”.

A 8 de Agosto de 2007, no Palácio Presidencial Lahane, tomou posse o IV Governo Constitucional, com Kay Rala Xanana Gusmão como Primeiro-Ministro da República Democrática de Timor-Leste. O mandato do IV Governo Constitucional termina em 2012.

Casado com Emília Batista, 1969 (div) 2 filhos. Casado com Kirsty Sword Gusmão, 2000, 3 filhos