1886 – Nascia a Pintora Aurélia de Sousa

13 de Junho 1886

Maria Aurélia Martins de Souza nasceu no Chile, na cidade de Valparaíso, em 13 de Junho de 1866. Foi a quarta dos sete filhos (seis raparigas e um rapaz) do casal António Martins de Souza e Olinda Perez, emigrantes portugueses no Brasil e no Chile.
Em 1869 acompanhou o regresso da família a Portugal que, com o dinheiro amealhado na América Latina, comprou a Quinta da China, na margem norte do rio Douro, nas proximidades da cidade do Porto, onde passou a residir. Após a morte do pai, em 1874, a sua mãe voltou a casar-se, em 1880. O seu segundo irmão nasceu fruto deste casamento.

Self-portrait_(Aurelia_de_Sousa)

Aos dezasseis anos, Aurélia iniciou as suas aulas de desenho e pintura com António da Costa Lima, ex-discípulo de Roquemont, e em 1889 pintou o seu primeiro auto-retrato. Quatro anos volvidos, inscreveu-se, juntamente com a sua irmã Sofia de Souza (1870-1960), na Academia Portuense de Belas Artes, na Aula de Desenho Histórico. Com ela, efectuou exames dos dois primeiros anos, começando a frequentar regularmente a escola em Outubro de 1893, no terceiro ano.

amongst_the_pines_StanhopeForbes-nsp292010

Em 1899, sem bolsa de estudo do Estado mas com o apoio monetário da sua irmã mais velha, Helena Souza Dias, casada com José Augusto Dias, rumou até Paris. Nos três anos em que aí residiu frequentou os cursos de J. P. Laurens e B. Constant na Academia Julien, expôs e vendeu trabalhos, enviou estudos ao mestre Marques de Oliveira para que este avaliasse a progressão da sua arte e viajou até à Bretanha. Em 1900 pintou o famoso auto-retrato, com casaco vermelho, hoje pertença do Museu Nacional Soares dos Reis, obra que, ao contrário do primeiro que realizou, não se encontra assinado nem datado.

aureliadesousa-asombra-matrizpix

De saúde frágil, morreu na sua casa da Quinta da China, a 26 de Maio de 1922, com 55 anos, uma das poucas mulheres portuguesas que tem, por direito próprio, lugar na galeria dos grandes pintores portugueses da segunda metade do século XIX, a par de artistas de renome como Marques de Oliveira, Henrique Pousão ou António Carneiro, e cuja obra, embora não raras vezes reduzida por críticos do seu tempo à pintura de flores, é feita de temas diversos como o retrato, o seu género favorito (auto-retratos, retratos familiares, etc.); a paisagem, esboçada ou acabada, reflexo das suas viagens ou da sua casa e do Porto rural; e as cenas do quotidiano, representando, em interiores ou exteriores , mulheres nas tarefas domésticas ou crianças.

aurelia-sousa-varanda-china

Obra-Aurelia-de-Sousa_DR