Pedro Lamy, piloto de automóveis, está de Parabéns !

20 de Março  1972

José Pedro Lamy Mourão Viçoso  (Alenquer, 20 de Março de 1972), conhecido somente por Pedro Lamy, é um automobilista português.

9887501425-pedro-lamy-na-capa

Após uma sucessão meteórica no Desporto Automóvel Internacional, com a conquista sucessiva do Campeonato Nacional de F. Ford, do Campeonato Europeu de F. Opel/Lotus, do Campeonato Alemão de F.3 e do Vice-Campeonato Internacional de F. 3000, Pedro Lamy tornou-se no segundo Piloto Português a disputar um G.P. de F.1. Durante quatro épocas Pedro Lamy participou em 32 Grandes Prémios de Fórmula 1, ao volante da Lotus e da Minardi, conseguiu pontuar no G.P. da Austrália, em 1995.

Lamy Kart 1985 - m

Em 1997, Pedro seguiu um novo rumo na sua carreira, enveredando pela disputa do campeonato FIA GT. Apesar de guiar para uma Estrutura Privada, conseguiu bons resultados, o quinto lugar final em Le Mans, até aí o melhor melhor lugar de sempre de um Piloto português na Clássica prova Francesa.

Em 1998, Pedro Lamy decidiu aceitar o convite formulado pela Equipa Oficial Chrysler, associando-se ao Monegasco Olivier Beretta no primeiro Chrysler Viper GTS-R GT-2 da equipa. Em boa hora o fez, pois os resultados da dupla Lamy/Beretta superaram as melhores expectativas, dominando insoladamente e liderando o Campeonato desde a primeira prova. Em 10 provas válidas para o campeonato, Pedro Lamy e olivier Beretta somaram 8 Vitórias, 5 Pole Positions e 7 Voltas Mais Rápitas, vencendo o campeonato por larga vantagem. Estava assim realizado o sonho do Piloto Português em conquistar o Primeiro Título Mundial de Velocidade para o nosso País.

7189464733_f574549502_o

Em 1999, fez parte da forte equipa Mercedes-Benz nas 24 Horas de Le Mans. Depois de assinalar a volta mais rápida em prova e quando seguia no quarto lugar da geral, foi obrigado a abandonar após os acidentes que sofreram os seus companheiros de equipa. A marca Alemã optou então por cancelar o seu programa para as restantes provas da época e liertar por alguns meses os seus pilotos. Na sequência dessa autorização surgiu o convite de David Price para que Pedro fosse o primeiro piloto da equipa semi-oficial BMW na disputa de quatro provas restantes válidas para o campeonato ALMS (Americam Le Mans Series).

aston-martin-le-mans-2015-4

 

Em 2000 e 2001 Pedro Lamy disputou o campeonato DTM ao volante de um dos Mercedes Benz CLK da Team Rosberg. No entanto, a falta de competitividade do carro desta equipa levaram-no a rescindir o contrato com a marca alemã. Após a sua saída do DTM disputou duas provas: As 24 Horas de Nurburgring, uma das três provas mais prestigiadas de resistência a nível internacional, que venceu ao volante de um Chrysler Viper, e as 24 Horas de Le Mans onde, ao volante de um dos Protótipos Oficiais da Chrysler, terminou no 4º lugar, melhor classificação de sempre de um Piloto Português na prestigiada prova Francesa.

pedro-lamy

Venceu ainda de forma categórica, e pela segunda vez consecutiva, as 24 Horas de Nurburgring, disputadas no mítico circuito como o seu nome, unanimente considerado por todos o mais difícil do mundo volante do Chrysler Viper da equipa Zakspeed. Para adoçar uma época positiva participou ainda, pela quinta vez, nas 24 Horas de Le Mans ao volante de um dos protótipos da equipa Oreca, terminando no quinto lugar da geral juntamente com os seus companheiros Olivier Beretta e Erik Comas.

Peugeot_908_Nr3_Spa_2010

PedroLamy