1975 – Morre o multimilionário Grego Aristóteles Onassis

15 de Março  1975

Aristóteles Sócrates Onassis  (15 de Janeiro de 1906 – 15 de Março de 1975) foi o magnata grego mais famoso da indústria naval do século XX.
Onassis nasceu em Izmir (Esmirna), no Império Otomano, numa família de classe média grega. No momento de seu nascimento, Esmirna tinha uma importante proporção de gregos entre seus habitantes. Depois de ser ocupada brevemente pela Grécia entre 1919 e 1922, após a vitória aliada na Primeira Guerra Mundial, a cidade foi recuperada pela Turquia e as propriedades da família Onassis perderam-se, forçando-a a regressar a Grécia como refugiados.

untitleddddl4455jjjjfin

Em 1923, Aristóteles Onassis abandonou seu país de origem em direcção a Argentina, onde, depois de um difícil começo, relançou o negócio familiar do tabaco. Em 1925, recebeu a dupla nacionalidade, grega e argentina.
Em Buenos Aires, falsificou a sua identidade para “envelhecer” seis anos e estar em condições legais de trabalhar. Foi telefonista e nas horas livres, estudava por conta própria o mercado financeiro. Com os poucos rendimentos obtidos, pôde comprar algumas roupas sofisticadas, passando a frequentar (falsamente) a alta sociedade de Buenos Aires.

AFP GREECE-ONASSIS-EXIBITION I PEO FRA PA

Ao poucos, os ganhos de Onassis tornaram-se mais significativos e com a ajuda do seu pai que permanecia na Grécia aventurou se na importação de tabaco turco, cujo consumo entre as mulheres se tornou moda nos anos 20, por mediação de uma actriz de cinema. O seu contacto com sua terra natal aumentou, e decidiu voltar, mas manteve-se no negócio do tabaco. Para ampliar a sua capacidade de transporte, comprou dois navios no Canadá. Na década de 30 iniciou-se na indústria naval e com idade de 25 anos, ganhou o seu primeiro milhão de dólares. Em 1932, Aristóteles tinha-se convertido num homem de negócios que contava com navios e petroleiros.

Patriota grego convencido, em 1939 possuía uma frota de petroleiros, com a qual sustenta aos aliados. Em 1954, Onassis tinha sido pesquisado pelo FBI por fraude contra o governo norte-americano. Era acusado de ter violado uma disposição segundo a qual todos os navios com bandeira dos Estados Unidos deviam pertencer a cidadãos desse país. O magnata finalmente declarou-se culpado, e pagou uma multa de 7 milhões de dólares.

Uma nota curiosa a respeito do talento e Génio de Onassis revela-a Christian Cafarakis, que durante mais de seis anos foi empregado de Onassis no seu luxuoso yate. “Uma noite, eu estava sobre a ponte e descobri o seu grande segredo, talvez a chave de todo o seu exito; este segredo era que, dias ou horas antes de uma importante reunião de negócios, o senhor Onassis ensaiava em voz alta todas as perguntas que eventualmente lhe seriam colocadas. Passava horas e horas se interrogando incansavelmente. Depois ,como se de um teatro se tratasse respondia com exactidão, como se tivesse um publico na sua frente. Às vezes respondia ao cabo de vários minutos de reflexão, outras de imediato, às vezes fazendo de conta que se zangava. Onassis apresentava se perante qualquer negócio como o actor bem preparado antes de entrar em cena.

3260339_1280x720_acf_cropped

No que se refere á sua vida pessoal, Onassis  casou se a 28 de Dezembro de 1946 com Athina Mary Livanos, filha do magnata Stavros Livanos ,armador Grego. Para muitos não passou de um casamento de conveniência, já que aprendeu o negócio de armador com a familia Livanos. Com ela teve dois filhos, Alexander e Christina, ambos nascidos em Nova York.
Apesar de que ambos estavam oficialmente casados, Onassis manteve um famoso affaire com a diva da ópera também grega, María Callas.

A vida de magnata de Aristóteles Onassis decorria entre cruzeiros com convidados do mundo do espectáculo e a nobreza europeia, no seu yate de luxo, “Christina” pelo Mediterrâneo, o mar Egeu e a Costa Azul, a ilha privada de Skorpios e seus negócios que dirigia á distância.
O seu 1º casamento terminou abruptamente quando um Onassis deslumbrado se encontrou com Jackie Kennedy, viúva de John F. Kennedy. Jacquie Kennedy fez questão de casar-se para não escandalizar os seus filhos de curta idade. Ao que o magnata acedeu encantado, deixando de passagem a Callas devastada sentimentalmente.

Estabeleceu-se uma acta matrimonial secreta que declarava que em caso de morte do marido ou divórcio, Jacquie receberia a terceira parte da sua fortuna e bens, Onassis assinou sem contemplações.
Passado pouco tempo, Jacquie evidenciou os seus gostos super extravagantes e custosos que Onassis satisfazia:por exemplo, para o café da manhã matinal, o avião pessoal de Onassis devia voar mais de 300 km pela manhã, numa ilha próxima à ilha de Skorpios para trazer um tipo de pão que Jacquie adorava para o  seu café da manhã… !!! Esta vida ociosa e desinteressante acabou por tornar um tédio constante o casamento.

Aristotle Onassis (1906-75) (R), Greek millionaire

Onassis voltou os seus olhos novamente para María Callas. Callas foi o amor maior da sua vida. A 23 de Janeiro de 1973, o seu filho Alexander falecia num acidente de aviação causando lhe uma profunda dor e depressão da qual nunca conseguiu recuperar.

Onassis cada vez mais deprimido para além de ser um excessivo fumador de charutos, morreu em Neuilly-sul-Seine, França, por causa de uma pneumonia bronquial com a  idade de 69 anos. Os seus restos jazem na ilha de Skorpios.

Jacquie guardou um luto aparente pela morte do seu marido, enquanto os seus advogados corriam a validar a acta de casal.

Callas-y-Onassis-para-Alcanda-Matchamaking-Blog2

REZ5cf6ca_profimedia_0166714618