1921 – Nascia Astor Piazzolla – Compositor Argentino

11 de Março  1921

Astor Pantaleón Piazzolla, nascido no dia 11 de Março de 1921 na cidade de Mar del Plata, passou a infância entre Buenos Aires e Nova York – mais na segunda cidade que na primeira. Começou a estudar música aos 9 anos nos Estados Unidos, dando continuidade em Buenos Aires e na Europa. Em 1935 teve um encontro quase místico com Carlos Gardel, ao participar como extra no filme El Día que me Quieras.

astor_piazzolla_1

A sua carreira começa verdadeiramente quando decide participar na orquestra de Aníbal Troilo. Em 1952 ganha uma bolsa do governo francês para estudar com a legendária Nadia Boulanger, quem o incentivou a seguir o seu próprio estilo. Em 1955, de volta a casa, Astor forma o Octeto Buenos Aires. A sua seleção de músicos – numa experiência similar ao Jazz norte-americano de Gerry Mulligan – termina delineando arranjos atrevidos e timbres pouco habituais para o tango, como a introdução de guitarra.

A presença de Astor gerou ao princípio receios, inveja e admiração entre a comunidade do tango. Nos anos 60 , Piazzolla teve que defender com unhas e dentes sua música, abalada pelas fortes críticas.

A formação da primeira parte dos anos 60 foi, basicamente, o quinteto. O seu público era integrado por universitários, jovens e pelo sector intelectual, bem longe estava de ser maciço. Astor já tinha fama de durão e bravo, de lutador, estava em pleno período criativo e rodeou se dos melhores músicos.

astor_piazzolla

Nos seus últimos anos, Piazzolla preferiu apresentar-se em concertos como solista acompanhado por uma orquestra sinfónica com uma ou outra apresentação com o seu quinteto. Foi assim que percorreu o mundo e ampliou a magnitude de seu público em cada continente pelo bem e a glória da música de Buenos Aires.

Astor Piazzolla faleceu em Buenos Aires no dia 4 de Julho de 1992, mas deixou como legado a sua inestimável obra – que abrange uns cinquenta discos – e a enorme influência do seu estilo. Na verdade, a produção cultural sobre Piazzolla parece não ter fim, se estende ao cinema e ao teatro, é constantemente reeditada pelas discográficas e ganha vida na Fundación Piazzolla, liderada por sua viúva, Laura Escalada.

Guido Palacios y Florencia Zárate Castilla 2