“Menino do Rio“ – Caetano Veloso

2  de Março  1979

Dominada por homens, a composição musical do Brasil gerou sobretudo musas. Mas num breve intervalo de dois anos, entre 1977 e 1979, Caetano Veloso, que se autodenomina um produto da geração de 60 e por isso pouco dado a convenções, criou dois dos mais importantes momentos da Música Popular Brasileira (MPB) inspirado em dois rapazes cariocas da época: Petit, o Menino do Rio, e Dadi, o Leãozinho.

caetano-veloso-e-jose-artur-machado-petit-o-menino-do-rio-1396543531647_956x500

José Artur Machado, o Petit, era um garoto de Ipanema que simbolizava o carioca de então – surfista, descontraído, cabelo loiro, dragão tatuado no braço, calção corpo aberto no espaço. Em 1987, sob o efeito de cocaína, teve um acidente de moto e ficou 40 dias em coma. Sobreviveu, mas paralisado do lado direito. Dois anos mais tarde usou o cinturão de jiu-jitsu para se enforcar no seu apartamento.

cae 1

Foi dez anos antes que Baby Consuelo, importante intérprete da MPB , pediu a Caetano Veloso para escrever uma canção sobre o surfista. O Menino do Rio nasce de um jantar a quatro – Caetano, Dedé Gadelha, sua mulher à época, Baby e o próprio Petit. “Eu participei da conversa, mas de violão na mão, por isso no fim da noitada já a canção estava pronta”, contou Caetano.