1979 – Nascia Valentino Rossi, motociclismo

16 de Fevereiro 1979

Valentino Rossi nasceu em Urbino. Filho de Graziano Rossi,um ex-piloto de motociclismo, teve o seu primeiro contacto com as motos aos 2 anos.

A primeira paixão pela velocidade, realmente, veio com os Karts.

O Pai tentou forjar documentos na tentativa de conseguir uma licença de piloto, de kart, para o filho, um ano antes do permitido pela lei (Rossi tinha 9 anos na época), falhando totalmente. Valentino venceu o campeonato regional de kart em 1990. Nessa época, uma nova mania mudou o destino do menino. As minimotos tornaram-se a sua “febre” e, antes do final de 1991, Valentino venceu 16 corridas regionais.

Visto que, as minimotos eram apenas uma diversão, Rossi continuou a competir em karts e terminou em 5º lugar no campeonato nacional de kart em Parma. Ambos, pai e filho, começaram a pensar numa mudança, de Valentino, para a série italiana de 100 cc, correspondendo, assim, ao nível europeu. Desta forma, a hipótese de chegar à Formula 1 tornava-se bastante fácil. Entretanto, o alto custo das corridas de kart, provocou a tomada de uma decisão um pouco diferente dos planos, anteriormente pensados, transferindo Rossi para as minimotos. Entre 1992 e 93, Valentino continuou a aprender como controlar as minimotos, de forma a pilotá-las extraordinariamente bem, ganhando corrida após corrida.

Valentino-Fastweb-Ad-valentino-rossi-32325296-4256-2832

Com o talento de Rossi a crescer, tornou-se totalmente claro que uma moto mais potente era necessária para o seu progresso. Em 1993, Rossi adquiriu uma Cagiva Mito de 125cc, que foi destruída logo na primeira curva, não mais do que uns 100 metros além da partida.

A moto foi reparada, dando a Rossi a oportunidade de corrigir o erro da primeira curva, indo bater logo na segunda curva. Ainda era um momento de diversão para Rossi, que serviu somente para perceber o que uma moto, realmente, significaria para ele.

Foi considerado um dos cinco melhores desportistas mundiais da primeira década do terceiro milénio (2000-2010). Entre vários prémios obtidos, destacam-se cinco referências nos “Laureus Sports Awards” (Prémios de maior prestígio do Desporto Mundial). Quatro nomeações para o prémio de “Desportista Mundial do Ano” (2004; 2005; 2009; 2010). E o prémio de “Spirit of Sport” que Rossi recebeu em 2006.

Seguindo a carreira de seu pai,  Rossi começou a correr no MotoGP, no Grand Prix da 1996, pela Aprillia, na categoria de 125cc e venceu o seu primeiro campeonato mundial no ano seguinte. A partir de então, transferiu-se para a categoria 250cc, novamente com uma Aprilia, e ganhou o Campeonato Mundial em 1999. Ganhou o Campeonato Mundial de 500c com uma Honda, em 2001. Conquistou os Campeonatos Mundiais de 2002 e 2003 do MotoGP também com uma Honda, e continuou sua conquista de campeonatos do MotoGP em 2004, 2005, 2008 e 2009, depois de deixar a Honda e entrar para a Yamaha.

Rossi é conhecido pela sua excentricidade dentro e fora das pistas. No mundo do motociclismo é conhecido como “Il Dottore” (O Doutor) ou “The Doctor”. Desde o início usa o número 46 em homenagem ao pai, Graziano Rossi. Viveu em Londres entre 2000 a 2008. Mas depois de solucionar o ajuste de pagamento do fisco italiano, voltou à sua cidade natal, Tavullia.

“Vale” já bateu, praticamente, todos os recordes. Um dos poucos que lhe falta é obter 123 vitórias para conseguir bater o detentor deste recorde (Giacomo Agostini, com 122 vitórias).

1420_valentino_rossi

091615_motor_valentino_rossi_podium

maxresdefault

valentino-rossi-and-dani-pedrosa-with-suzuki-in-2017-103248_1

Valentino Rossi Wide HD Wallpapers