1542 – Descoberta das Cataratas de Iguaçú

31 de Janeiro 1542

No dia 31 de Janeiro de 1542, o navegador espanhol Alvar Núñez Cabeza de Vaca descobriu acidentalmente as cataratas do Iguaçu descendo o rio em uma canoa, quando procurava um caminho alternativo para chegar a Assunção, capital do Paraguai.

As cataratas do Iguaçu estão localizadas entre o Parque Nacional do Iguaçu, no estado do Paraná e o Parque Nacional Iguazú, na Argentina (ambos são considerados Património da Humanidade). O parque do lado argentino foi criado em 1934, cinco anos depois foi a vez da criação do parque brasileiro. O seu nome tem origem no idioma guarani e significa água grande.

As cataratas estão formadas por um conjunto de 275 saltos de até 80m de altura, alimentados pela torrente do rio Iguaçu. É preciso lembrar que o número de saltos é variável, dependendo da vazão do rio (tal número varia de 150 a 300). Os saltos estão dispostos em um formato que lembra o de uma ferradura, a extensão total desta ”ferradura” é de 2700m (1900m na Argentina e 800m no Brasil). Dentre os saltos mais belos está a Garganta do Diabo (situado em território argentino), cuja altura é de 80m.

Esta formação geológica que data de 150 milhões de anos possui 19 grandes saltos, sendo que três deles estão em solo brasileiro (Benjamin Constant, Floriano e Deodoro), isto faz com que o melhor lado para observar as belezas da região seja o lado brasileiro, visto que o maior número dos maiores saltos está em território argentino.

Hoje, o Parque Nacional do Iguaçu é um dos lugares mais belos do mundo e recebe a visita de aproximadamente dois milhões de pessoas por ano, vindas de todos os lugares do Brasil e do exterior. O parque tem toda a estrutura necessária para receber os turistas (postos de atendimento médico, sanitários adequados, bares, ecoturismo, passadiço para caminhar entre os saltos e navegação do rio Iguaçu, feita com barcos insufláveis).

Acima das cataratas, o rio Iguaçu mede 1200 m de largura, depois de percorrer 1320 km, no sentido leste-oeste. A vazão média do rio é de 1500m³/s, sendo que durante a época de seca este número chega a 300m³/s e, durante as cheias, chega a 6500m³/s.

Sunset_over_Iguazu2

arcoiris

cataratas_3

efa482_7a24e6744a6e486989dc6d1bfef47c62

reproducao