Ataque do Japão a Pearl Harbor

7 de Dezembro 1941

O sol mal havia anunciado a manhã do domingo quando um radar, instalado dias antes, acusou a aproximação de um grupo de aviões ao paradisíaco arquipélago havaiano. O alerta de nada adiantou. Os oficiais responsáveis confundiram o ataque inimigo com a chegada previamente agendada de novas aeronaves. Em duas horas, os japoneses feriram e mataram 3581 pessoas e destruíram 18 navios e 249 aviões de Pearl  Harbor, base naval e quartel-general que os americanos mantinham no Pacífico. No dia seguinte, os Estados Unidos entraram oficialmente na Segunda Guerra Mundial.

O ataque ocorreu em 7 de Dezembro de 1941, data que os americanos lembrariam depois como o “Dia da Infâmia”.

Os primeiros tiros disparados e as primeiras mortes em Pearl Harbor ocorreram quando o USS Ward atacou e afundou um mini-submarino japonês às 6h 37min (hora local). Existiam cinco mini-submarinos japoneses, com o objectivo de entrar no porto e destruir os navios dos EUA utilizando torpedos. Nenhum dos submarinos conseguiu voltar a salvo e apenas quatro dos cinco foram encontrados desde o ataque. Dos dez marinheiros a bordo dos cinco submarinos, nove morreram e o único sobrevivente, Kazuo Smaki, foi capturado, tornando-se o primeiro prisioneiro de guerra capturado pelos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial.

Fotografias recentes analisadas pelo Instituto Naval dos Estados Unidos indicaram que um mini-submarino conseguiu entrar no porto e disparar um torpedo com sucesso contra o USS West Virginia. A posição final deste mini-submarino é desconhecida.

Archive-US-Navy-photos-showing-the-Japanese-Naval-attack-on-Pearl-Harbor-Naval-Air-Station-Kaneohe-Bay-01

Na manhã do ataque, um novo radar instalado apenas uns dias antes do ataque indicou a presença dos aviões japoneses, mas o aviso foi confundido com a chegada prevista de um grupo de aviões dos EUA. Alguns aviões EUA foram abatidos à medida que a força de ataque se aproximava. Mas todos os avisos encontravam-se à espera de confirmação quando o ataque começou.

O ataque começou às 7h53min (hora local) de 7 de dezembro, que no horário de Tóquio correspondia às 3h23min de 8 de dezembro. Os aviões japoneses atacaram em duas vagas, nas quais 353 aviões chegaram a Oahu. A primeira vaga foi liderada por 186 bombardeiros torpedeiros vulneráveis, aproveitando os primeiros momentos de surpresa atacando os navios no porto enquanto bombardeiros-de-mergulho atacavam as bases aéreas ao longo de Oahu, começando pelo campo aéreo Hickam, o maior, e o campo aéreo Wheeler, a principal base de caças Americano. A segunda vaga de 168 aviões atacou o campo Bellows e a Ilha Ford, uma base aérea naval no meio de Pearl Harbor. A única força de oposição veio de alguns P- 36 e P-40 e de fogo antiaéreo naval.

USS_SHAW_exploding_Pearl_Harbor_Nara_80-G-16871_2

 

A 26 de Novembro de 1941, uma frota japonesa incluindo seis porta aviões, comandados pelo vice-almirante Nagumo, deixou a baía de Hitokappu , nas ilhas Kurillas e seguiu para Pearl Harbor sob um silêncio restrito, no qual todas comunicações via rádio entre as embarcações da própria frota e o Japão estavam proibidas.

Os porta-aviões japoneses utilizados no ataque foram: Akagi , Hirvu , Kaga , Shokaku , Soryu e Zuikaku. Juntos, perfaziam um total de 441 aviões, incluindo caças Zero, bombardeiros torpedos Nakajima Tipo 97 “Kate” e bombardeiros-de-mergulho Aichi Tipo 99 “Val”. A frota japonesa e o seu grupo aéreo eram maiores que qualquer outra força de porta-aviões anterior. Acompanhavam também a frota oito reabastecedores de esquadra. Em adição, a Força Avançada Expedicionária incluía 20 submarinos e cinco mini-submarinos; esta força tinha como objectivo recolher informação e afundar quaisquer navios norte americanos que tentassem fugir de Pearl Harbor durante o ataque aéreo.

1207_pearl-harbor1

Pearl_Harbor_looking_southwest-Oct41

USS_California_sinking-Pearl_Harbor