“Power of Love” – Frankie Goes to Hollywood

6 de Dezembro 1984

frankie_holywood

 

Formado no início dos anos 80, o grupo Frankie Goes to Hollywood (FGTH) alcançou estrondoso sucesso no género musical new wave e a sua postura gerou bastante polémica na época. Com todos os seus integrantes nascidos em Liverpool, Inglaterra, o grupo era liderado pelo vocalista Holly Johnson, Paul Rutherford (backing vocals), Peter Gill (bateria), Mark O’Toole (baixo) e Brian Nash (guitarra).

O primeiro single do grupo, “Relax”, ganhou fama por ter a sua exibição vetada pela BBC, enquanto ocupava as primeiras posições nas paradas musicais do Reino Unido por cinco semanas consecutivas e, até maio de 2006, era considerado o sétimo single mais vendido no Reino Unido.

Após o fenomenal sucesso dos singles “Two Tribes” e “The Power of Love”, o FGTH se tornou o segundo grupo a ter os seus 3 primeiros singles em primeiro lugar nas paradas musicais do Reino Unido (o primeiro grupo a obter isso foi Gerry and the Pacemakers em 1964).

No lado B do primeiro single , Holly Johnson explica a origem do nome do grupo, vindo de uma página da revista New Yorker que destacava a manchete “Frankie goes to Hollywood” junto à um foto de Frank Sinatra. Há uma outra versão que relaciona o nome do grupo à um artigo similar sobre Frankie Vaughan.

A natureza ofensiva de “Relax” podia parecer difícil de ser apreciada num primeiro momento, mas logo a sua mensagem foi claramente absorvida. Foram feitas comparações de “Relax” com a canção “God Save The Queen” dos Sex Pistols, no que se refere à polêmica.

O primeiro álbum da banda alcançou recordes de vendas e entrou para o Guiness Book, ao lado dos Beatles, as duas únicas bandas que tiveram 6 singles dos  seus álbuns de estreia no topo Hits!

Em Agosto de 1986, depois de longa espera, foi lançado o novo single “Rage Hard”, alcançando a posição 4 nas paradas do Reino Unido, com destaque para a canção “Warriors of the Wasteland”, onde o grupo mostrava uma batida mais forte e menos extravagante. O álbum correspondente, “Liverpool”, lançado em outubro, alcançando o número 5 nos hits, foi recebido com controvérsia pela crítica, com um rápido declínio musical nos singles seguintes. Enquanto isso, o grupo decaiu por sua própria conta durante a turnê para promover o novo álbum. Johnson manteve se separado do resto do grupo fora dos palcos nesse período. Tensões se tornaram exageradas durante uma discussão no backstage entre Johnson e O’Toole em Janeiro de 1987, refletindo o colapso do relacionamento entre o vocalista e o restante grupo. Eles completaram a turnê, mas Johnson deixou o grupo logo após alegando desavenças musicais.

Frankie_Goes_to_Hollywood_in_London