“Um tecto todo seu“ – Virginia Woolf

6 de Novembro 1929

Celebrada como uma das mais importantes romancistas do século XX, Virginia Woolf mostra em ‘Um tecto todo seu’ uma faceta da sua produção literária que cada vez mais vem sendo elogiada por seus estudiosos; a ensaística. Nele, a autora inglesa traça um brilhante painel da presença feminina na literatura – não como personagem, mas como escritora – ao longo do tempo. E chega à conclusão de que, se Shakespeare tivesse tido uma irmã tão brilhante e vocacionada quanto ele, ela certamente teria tido uma vida miserável e se matado ainda jovem, porque, às mulheres do século XVI, não era permitido outro papel senão o de trabalhadoras domésticas escravas ou animais de estimação. Em outras palavras, mulheres escritoras só começam a surgir a partir do momento em que lhes é dado o direito de ter uma renda pessoal e um tecto todo seu. Escrito inicialmente como uma palestra proferida para uma plateia de jovens universitárias, ‘Um tecto todo seu’ pode ser lido como uma versão teórica do mais popular romance de Virginia, ‘Orlando’. Não por acaso, as duas obras foram publicadas no mesmo ano, 1928. Em ambas fica clara a intenção feminista da argumentação da autora. O brilhantismo de Virginia, no entanto, vai além. Em vez de ceder à confortável tese da existência de uma “voz ou escrita feminina” na literatura, ela refuta esse tipo de opinião e apresenta a prosa despida de género como única solução para as mulheres ganharem respeitabilidade como escritoras. ‘Um tecto todo seu’ presenteia o leitor com uma das mais saborosas características da prosa de Virginia Woolf – a ironia, presente, principalmente, ao comentar estudos tidos como científicos que apresentam a mulher como seres intelectualmente inferiores aos homens. Além do lado feminista da obra, o livro também oferece um amplo e meticulosamente estudado painel da literatura inglesa ao longo dos séculos, fornecendo uma série de nomes e instituições-chave para os apreciadores do tema. Na presente edição, o leitor encontrará um atractivo a mais – ao fim do livro, há um apêndice que lista e descreve em linhas breves personagens e lugares citados ao longo da obra.

um-teto-todo-seu

o-VIRGINIA-WOOLF-facebook

virginia-woolf

virginia-woolf-british-writer