Fundação do F.C. do Porto

28 de Setembro 1893

A polémica em torno do ano da fundação do FC Porto tem suscitado os mais acesos debates. Até à década de 80 do século XX o ano era 1906, mas a partir de 1988 os dragões resgataram 13 anos de história perdida.

No final do século XIX, a influência inglesa em Portugal, e em particular na cidade do Porto, era muito vincada, apesar do conflito de interesses dos dois países em África. O futebol chegou à Invicta por influência da aristocracia inglesa sediada no Porto e em 1893 nascia um clube de futebol com o nome de Foot-ball Club do Porto, fundado por um comerciante de vinho do Porto de nome António Nicolau d’Almeida a 28 de setembro.

O futebol dava os primeiros passos em território nacional no final do século XIX, e era visto como uma atividade de influência inglesa, algo que não era muito bem visto pela sociedade portuguesa na sequência do humilhante ultimato inglês de 1890 devido às pretensões portuguesas em África que colidiam com os interesses britânicos.

Apesar disso, o FC Porto continuou as suas atividades e chegou mesmo realizar alguns jogos. No entanto, por força de questões familiares e pessoais, António Nicolau d’Almeida foi forçado a afastar-se do futebol e o seu projeto acabou por estagnar e praticamente desaparecer durante 13 anos.

Mas a paixão pelo futebol na cidade do Porto continuava a crescer e, a 2 de agosto de 1906, José Monteiro da Costa, decide refundar o FC Porto com a base logística do Grupo do Destino, clube no qual fazia parte. As cores do clube seriam o azul e branco da Monarquia portuguesa e José Monteiro da Costa o seu primeiro presidente. Numa próxima publicação iremos dedicar nos ao fulgor e glórias que o clube foi obtendo nestes 120 anos de existência.

FC_Porto_by_mfdragon

DSC00432

1 - 1893

transferir