Assassínio de “Sissi” – Imperatriz da Austria

10 de Setembro 1898

Elisabeth von Österreich-Ungarn, princesa da Áustria e rainha da Hungria, mais conhecida como “Sissi“, gostava de se hospedar em hotéis de luxo na região do lago de Genebra.

Durante um dia do verão em 1898, ela foi assassinada por um anarquista italiano na calçada em frente ao hotel Beau Rivage, em Genebra.

Sábado, 10 de Setembro de 1898, no passeio público em frente ao hotel Beau Rivage, no lago de Genebrau  um corvo sobrevoava Elisabeth von Österreich-Ungarn, que estava sentada num banco de praça no local junto com uma amiga.

Contam os cronistas da época, que a expressão do seu rosto parecia prever a tragédia que estava prestes a alcançá-la.

Ao longe um homem observava todos os passos da dama com a sombrinha. As duas amigas haviam acabado de se levantar para caminhar em direcção ao porto, quando este se aproximou, “atirou se “ sobre ela fazendo a cair.

À primeira vista parecia apenas uma queda não propositada, porém, depois do primeiro susto, Sissi  levantou se e dirigiu-se ao barco à vapor que a levaria de volta para Montreux, onde ela estava hospedada.

Poucos minutos depois do incidente, Sissi começou a  sentir se mal e desmaiou no convés do barco. As pessoas que a acudiram abriram o seu vestido para tentar reanimá-la, quando descobriram uma mancha de sangue na altura do coração. Apesar dos passageiros terem chamado um médico, ele só teve tempo de diagnosticar o falecimento da jovem mulher.

imperatriz_elisabeth_sissi_sisi_de_austria_cartao_postal-r2f3f53ae1ba6495198054e54ec3ef44c_vgbaq_8byvr_1024

O anarquista italiano Luigi Lucheni entrou para a história pela porta dos fundos ao assassinar Elizabeth, imperatriz da Áustria e rainha da Hungria. A punhalada que desferiu no peito de Sissi, apelido pelo qual a imperatriz ficou conhecida, rendeu uma condenação pela Justiça à prisão perpétua e outra pela sociedade ao esquecimento.

1280x720-G2D

Erzsebet_kiralyne_photo_Rabending

b04674b5eff20c06346a539aa209b125