Morte de Paul Nash – Pintor

11 de Julho 1946

Pintor surrealista inglês. Um dos mais importantes
pintores britânicos do século XX.

Nasceu em Londres, em 11 de Maio de 1889;
morreu em Boscombe, Hantshire, Inglaterra em 11 de Julho de 1946.

 

Filho dum famoso advogado londrino, estudou, na St. Paul’s School e em 1910, durante um curto período de tempo na Slade School of Art, de Londres, sendo de facto um autodidacta. A sua primeira influência foi o pintor e gravador, politicamente radical, de finais do século XVIII e princípios do século XIX, William Blake. De facto, de 1910 a 1914 deu pouca atenção ao Pós-impressionismo e aos modernos movimentos artísiticos londrinos.No princípio da Primeira Guerra Mundial, Nash alistou-se nos Artists Rifles, e foi enviado para a frente ocidental. Em 1916 foi promovido a tenente no regimento de Hampshire, tendo sido reformado devido a um acidente em Maio de 1917. Tendo desenhado muitos esboços durante o serviço em campanha, pintou uma série de quadros, em estilo abstracto e denotando influências cubistas, sobre a guerra que foram muito bem recebidos pela crítica, quando expostos em finais do ano. Devido a esta exposição o chefe da Repartição de Propaganda de Guerra recrutou Nash como artista de guerra, tendo-o enviado de regresso à frente ocidental em Novembro de 1917, onde pintou uma nova série de quadros. Mas o trabalho não lhe agradou, já que não se considerava um artista, mas sim «um mensageiro que transmite as declarações dos combatentes para aqueles que querem que a guerra continue para sempre. A minha mensagem será fraca e inconsistente mas será verdadeira, esperando que faça arder as suas miseráveis almas».

Depois da guerra, Nash experimentou o surrealismo e o abstraccionismo, tendo passado a ensinar noRoyal College of Art, trabalhando também como designer, gravador e ilustrador de livros. Em 1933 foi um dos principais impulsionadores da organização da Unit One, grupo de artistas ingleses que incluía Ben Nicholson, Barbara Hepworth e Henry Moore, e que defendia os aspectos formais da arte. Em 1936 ajudou a organizar a primeira grande exposição surrealista de Londres, a International Surrealist Exhibition, em que também participou.

Durante a Segunda Guerra Mundial Paul Nash integrou o Ministério de Informação e o da Aviação, tendo pintado o célebre Battle of Britain e Totes Meer (Mar Morto).

160

6345081102_e27ffcb1e9_b

20141022005612!Nash,_Paul_-_Sunrise,_Inverness_Copse_-_Google_Art_Project

edfae4b10e794d814838e988b793a92d

Behind the Inn 1919-22 Paul Nash 1889-1946 Presented by the Daily Express 1927 http://www.tate.org.uk/art/work/N04259

Landscape from a Dream 1936-8 Paul Nash 1889-1946 Presented by the Contemporary Art Society 1946 http://www.tate.org.uk/art/work/N05667

The Messerschmidt in Windsor Great Park 1940 Paul Nash 1889-1946 Presented by the War Artists Advisory Committee 1946 http://www.tate.org.uk/art/work/N05716

Nash,_Paul_-_The_Menin_Road_-_Google_Art_Project

Paul-Nash-Apple-Pickers-©-Trustees-Cecil-Higgins-Art-Gallery-Bedford-England

PN in uniform 1918