Inauguração do Estádio das Antas – F.C. do Porto

28 de Maio 1952

A 28 de Maio de 1952, é inaugurado o Estádio das Antas.

«Quase às 16 horas, avançam, para o estádio, os numerosos atletas do Futebol Clube do Porto. O público dispensa-lhe uma calorosa ovação. […] O enorme estádio é uma massa compacta de gente. Finalmente, às 16 horas, o [Presidente da República] sr. General Craveiro Lopes entra no novo estádio do Futebol Clube do Porto. A multidão, de pé, aclama-o, envolvendo na sua manifestação o sr. Ministro das Obras Públicas [Engenheiro Frederico Ulrich], cuja acção preponderante fica ligada à realização do sonho que o Futebol Clube do Porto há longos anos acalentava: ter o seu estádio. […] Uma mancha clara de pombos-correios cobre o céu. Vão começar os jogos: o Futebol Clube do Porto contra o Benfica e o Salgueiros contra o Boavista.»

Antes da inauguração deste Estádio, o Futebol Clube do Porto utilizava o campo da Constituição, mediante aluguer anual de 350$00. A afluência a esse campo, já havia obrigado, em 1939, a importantes obras de remodelação que fizeram crescer novas bancadas e dezenas de camarotes.

Além do General Craveiro Lopes, a inauguração do estádio contou com outro ilustre convidado, o Benfica! Como foram convidados de honra, os encarnados levaram consigo um troféu (na foto) com 18 quilos de peso, destinado ao vencedor dessa partida.
No entanto, o resultado desse jogo acabou por não ser propriamente o que os portistas desejavam que ficasse associado à inauguração do novo estádio: 2-8!

Apesar da derrota, o sonho de todos os portistas foi transformado em realidade. O FC Porto passava a ter um espaço condizente com o estatuto que, nessa altura, já ostentava. Para Virgílio, o melhor «foi deixar a caixinha de fósforos que era o Campo da Constituição e passar a jogar naquele estádio. Foi como despir um fato de ganga e vestir um fato de gala».

estadio das antas

fcp-1952