Contra informação – RTP

29 de Abril 1996

O programa era transmitido na RTP1 e teve inicio a 29 de Abril de 1996, rapidamente conquistou com o seu tipo de humor e com os bonecos a representarem figuras públicas do nosso País, desde o desporto à Política passando pela TV ou o “Jet-7”, todos tiveram direito a um boneco que em algumas ocasiões era mais popular que a personalidade que imitava. O trabalho de vozes era fenomenal e os bonecos por vezes tinham uma vida própria .

O programa foi transmitido em diversos horários, sempre bem perto do Telejornal, 19:55, 21:00 e 22:00 foram os diferentes slots deste programa que em pouco mais de cinco minutos nos divertia e deixava com um sorriso nos lábios após mais um dia cansativo. Era daqueles programas que agradava a todos na família, numa altura de grande inspiração das Produções Fictícias onde se destacavam o Filipe Homem Fonseca ou o José de Pina, e onde os seus textos eram abrilhantados pelas vozes de talentos como Rui Pimpão ou Canto e Castro.

Tóni Vitorino (António Vitorino) e a dupla Professor Martelo (Marcelo Rebelo de Sousa) e Marques Pentes (Marques Mendes) eram dos mais reconhecidos. O “Granda nóia” do Pentes era quase sempre hilariante e bem colocado como punchline do sketch. Outro dos preferidos do público era o Bimbo da Costa (Pinto da Costa) sempre bem acompanhado pelo seu cão Bóbi e o seu gato Tareco.
Chegaram a aparecer pessoas que pediam à Mandala para criar um boneco baseado neles, aquilo dava um estatuto mas que nem todos mereciam porque um boneco era caro e convinha ser mesmo de uma personalidade bastante conhecida e que desse grandes sketchs. José Pina admite que era fácil escrever textos para Santana Flopes (Santana Lopes) devido à vida social da pessoa em questão, ou para bordões como o “Carago, ai não carago não” do Ferrenho Gomes (Fernando Gomes) por este ter dito num evento aos guionistas “eu não digo carago”.
contra-informacao1_bbbb

Contra Informação

contra-info

images

ng1388234