Morte de João Villaret

21 de Janeiro 1961

A 21 de Janeiro de 1961, morre, em Lisboa, João Henrique Pereira Villaret, actor, encenador e declamador português. Artistas e intelectuais desfilaram perante a urna com os restos mortais de João Villaret e milhares de pessoas estiveram presentes no seu funeral, numa impressionante manifestação de pesar.

Depois de frequentar o Conservatório Nacional do Teatro, começou por integrar o elenco da companhia de teatro lisboeta Amélia Rey Colaço – Robles Monteiro.

Mais tarde, fez parte da companhia teatral Os Comediantes de Lisboa, fundada em 1944 por António Lopes Ribeiro e o seu irmão Francisco, mais conhecido por Ribeirinho.

Teve uma interpretação considerada antológica na peça Esta Noite Choveu Prata, de Pedro Bloch, em 1954, no extinto Teatro Avenida, em Lisboa.

No cinema, Villaret surge em: O Pai Tirano ,Inês de Castro , Camões, Frei Luís de Sousa, O Primo Basílio.

Na declamação ficaram célebres, entre outras, as suas interpretações de:

Procissão, de António Lopes Ribeiro (1955);

Cântico negro, de José Régio

O menino de sua mãe, de Fernando Pessoa.

phpThumb

 

JOAO-VILLARET-NO-FILME-FREI-LUIS-DE-SOUSA